segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Senhor, eu preciso de um milagre!!!

Um novo amanhecer é um milagre. A oportunidade de acordar para um novo dia, visualizar tudo o que Deus criou e nos permite desfrutar é uma grande dádiva.
Mas o que acontece quando a adversidade de alguma forma bate a nossa porta, impondo algo que nos aflige e cuja solução está além de nossa capacidade?
A saúde que falta, a dificuldade financeira que bate a porta, enfim são tantas coisas que tentam roubar a paz.
Existem situações que a sensação é de total impotência.
Enfrentamos momentos onde a alma está tão angustiada que não encontramos mais palavras para descrever o quanto estamos aflitos... as lágrimas rolam derramando a angustia da alma.
A boca não pronuncia uma palavra sequer, mas o coração revela tudo através do quebrantamento.
O que fazer quando tudo parece já ter sido dito e a resposta ainda não veio?
Quando o céu está “aparentemente” cerrado e Deus “parece” não se importar com nosso sofrimento?
No livro de Salmos podemos identificar várias passagens que indicam situações semelhantes. Destacando dentre elas uma que está descrita no Salmo 13:
(Salmos 13:1) - ATÉ quando te esquecerás de mim, SENHOR? Para sempre? Até quando esconderás de mim o teu rosto?
(Salmos 13:2) - Até quando consultarei com a minha alma, tendo tristeza no meu coração cada dia? Até quando se exaltará sobre mim o meu inimigo?
O salmista precisava de uma solução para seu problema, mas ela ainda não havia chegado.
Qual foi sua atitude? Confirmou sua dependência em Deus e terminou declarando sua confiança  no Deus Todo Poderoso porquanto sempre lhe fizera muito bem.
(Salmos 13:6) - Cantarei ao SENHOR, porquanto me tem feito muito bem.
Esta Não é a única passagem que descreve momentos de aflição e silêncio...
Mas a atitude era sempre a mesma, confiança no caráter e providência de Deus. Percebemos alguém derramando suas angústias com sinceridade perante o Senhor, porém sempre exaltando a soberania do Todo Poderoso.
Qual tem sido a sua atitude mediante situações semelhantes?
Por mais difícil que seja o problema NUNCA culpe Deus pelo fato de as coisas não terem acontecido da maneira como você esperava que fosse, ou porque acha que a resposta está demorando muito a chegar. NUNCA DUVIDE, "DEUS SEMPRE QUER O MELHOR PARA SUA VIDA E ESTÁ CUIDANDO DE VOCÊ EM TODO O TEMPO". Não entre em conflito com Deus.
A tendência da carne sempre é justificar-se por suas decisões. Desculpas tais como: “ Deus não se importa comigo , pois estou com este problema e até agora ELE não me ajudou, não adianta... ” ou “Não vou mais orar, não tem jeito, a resposta não vem...” podem colocar tudo a perder.
CREIA NA PALAVRA DE DEUS. Ainda que a resposta “aos olhos humanos” esteja demorando, CREIA NA PALAVRA. Ela nos revela que Deus tem os fios de cabelo de nossa cabeça contados, como não iria se preocupar com nosso bem estar?
E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados (Mateus 10:30)
Paulo nos exorta sobre algo que serve para todas as situações adversas que viermos a atravessar:
(Romanos 3:4) - Seja Deus sempre verdadeiro, e todo o homem mentiroso; como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras, E venças quando fores julgado.
Nunca permita que seu coração fique entristecido com Deus. Ainda que a espera tente imprimir em sua mente que Deus não se importa com seu sofrimento. CREIA NA PALAVRA!!! Ela nos revela que Deus está sempre atento ao nosso clamor! A sua hora vai chegar, persevere em servir ao Senhor.
(Isaías 59:1) - EIS que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir.
Existem perguntas que talvez nunca tenhamos resposta. Deus não tem obrigação de nos explicar o por quê de tudo que nos acontece. Apenas confie no Senhor e aguarde confiantemente. Seja humilde em todo o tempo, e diga como o salmista:
(Salmos 31:15) - Os meus tempos estão nas tuas mãos; livra-me das mãos dos meus inimigos e dos que me perseguem.
Ouça os conselhos que a Bíblia revela:
(Salmos 27:14) - Espera no SENHOR, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no SENHOR.
(Salmos 31:24) - Esforçai-vos, e ele fortalecerá o vosso coração, vós todos que esperais no SENHOR.
Clame, não desanime... Lute e se esforce...
Persevere em oração, diga ao SEU Deus:

Senhor, eu preciso de um milagre e só TU podes me ajudar!

Aguarde, pois a  resposta certamente chegará. Espere no Senhor!
Lembre-se:

Na vossa paciência possuí as vossas almas. (Lucas 21:19)

Deus te abençoe!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Nos Domínios da Fé

Sem fé é impossível agradar a Deus. (Hebreus 11:6)
Diante dessa afirmação todo aquele que declara ser cristão precisa manifestar a fé, seja em ações, palavras, como também na  forma de se comportar diante das mais diversas situações. Para obter experiências profundas com Deus, o cristão deve adentrar nos domínios da fé. A bíblia também nos afirma: Deus é Espírito (João 4:24). Assim como não é possível visualizar o vento, embora pode-se confirmar sua existência quando está em contato com o corpo, igualmente acontece com Deus. Não se pode vê-LO com os olhos naturais, mas é possível contemplá-lo com os olhos da fé, quando seu toque alcança o recôndito da alma. Tudo muda quando enxergamos através dos olhos da fé. As atitudes tomadas passam a ser baseadas  em algo que a visão humana não é capaz de alcançar.
A vida não se resume apenas ao que é visível, mas possui uma dimensão que ultrapassa a percepção natural. É através da fé que se adentra no mundo espiritual, onde é possível cooperar com Deus na obra de Deus (1 Cor 3:9). O amado escritor Emílio Conde citou alguns exemplos do que acontece quando se adentra “Nos Domínios da Fé”. Segue abaixo algumas de suas considerações:

Nos Domínios da Fé – Emílio Conde

É loucura alguém pretender o céu sem se identificar com Cristo e seu Evangelho aqui na terra.

Só adentraremos no céu se estivermos em Cristo e Cristo estiver em nós. Mas enquanto não chega o momento de partirmos para a maravilhosa pátria celestial vivemos aqui na terra sobre a mira de três olhares. Eles têm interesse na atitude que assumimos, no trabalho que realizamos, no testemunho que oferecemos, na dedicação que professamos ou no descuido a que nos atiramos.

Satanás acompanha de perto a nossa atividade como cristãos zelosos, também conhece se nós apenas confessamos Cristo com os lábios e o negamos com as ações, alegra-se se o nosso cristianismo for apenas nominal, se nos envergonhamos de confessar o nome de Jesus publicamente e se a nossa conduta como cristão não puder ser exposta à luz do dia. Satanás é um dos que não perde o cristão de vista, nem cessa de tecer laços que embaracem, prendam e derrubem o crente.

O mundo é outro interessado que mira o crente a seu modo, sabendo dizer em publico qual a nossa conduta. Muitas vezes, quando vacilamos, ele é o primeiro a apontar-nos as faltas e a lançar-nos em face a nossa fraqueza, hipocrisia ou falta de coragem. O mundo não teme quando andamos desordenadamente, com um pé no caminho largo e outro na vereda da vida, mas teme se nossa vida, pregar a graça, se a nossa conduta mostrar que Cristo vive. Se alguém consentir nas ações do mundo e se conformar com suas obras e delas participar, pensando que assim lhes agrada, armará com isso, um laço para sua alma, porque mais tarde ou mais cedo o mundo o condenará, apontando-lhe a sua fraqueza e covardia.

Há ainda um terceiro que nos mira e que toma grande e especial interesse por nossas vidas, é JESUS, o Filho de Deus, e seu olhar, longe de condenar, desencorajar ou amedrontar, enche de esperança, á vida e paz, e anima na jornada até os domínios da fé.

Se o mundo e Satanás nos olham, se nos cercam e nos tentam, se nos atacam e acusam, vede que o Deus Forte, também nos segue e nos contempla, esperando que a nossa decisão seja digna de um cristão, e que nossa atitude seja repetição dos fatos e triunfos dos heróis da fé. Qual será nossa atitude ante os três que nos miram? A nossa atitude como cristão pode preparar o caminho para os homens verem Jesus, mas também pode fechar a porta da graça.

Existem também pessoas que não querem entrar nos domínios da fé e vivem suas vidas fugindo de Deus. Isso é a tragédia das almas que o pecado acorrentou e cegou para não verem que Deus está presente em toda a parte.

Fogem sem saber que o mundo em que vivem não lhes pertence, bem como o tempo que dissipam em loucuras está nas mãos de Jeová. O ar que respiram é um favor que o Senhor concede e a saúde que gozam é um dom do Pai Celestial.

O dia vem, quando a corrida da morte terminará, tereis então que comparecer ante o tribunal de Cristo, quer vos desgoste ou vos desagrade. É uma lei inflexível que Deus estabeleceu que depois da morte segue-se o juízo, do qual ninguém escapará. Não fuja de Deus, seu olhos estão em toda a parte.

O cristianismo não é simples teoria ou forma de doutrina. Os ensinos de Jesus são espírito e vida. O sentido da vida é ação, portanto a vida cristã é experiência e realidade, é benção ao alcance daqueles que na vida têm um propósito de ser úteis a Deus e ao próximo. Se quiseres fazer bem a ti mesmo, fá-lo na pessoa dos que mais necessitam ser socorridos. Se notares que uma alma necessita de uma palavra de conforto para chegar a Jesus e ser salva, acerca-te dela com oração e cheio de amor, aponta-lhe Cristo e o Calvário, o céu e o Pai que a espera ansioso por ajudá-la. Fazendo bem aos outros as bênçãos multiplicar-se-ão sobre ti.

Nem todos teremos os mesmo problemas a resolver. As experiências não serão iguais, mas todos nós estamos em contato com o próximo e desse contato decorrem inúmeras oportunidades de servir a outros e fazer bem a nós mesmos. Não espere que outros façam o que está ao teu alcance fazer.
Tudo o que existe prova a existência e sabedoria de Deus. As coisas naturais aos olhos dos homens declaram a majestade do Deus Todo poderoso. Veja exemplos de que o universo não é obra do acaso e de que tudo somente poderia existir com tamanha precisão e perfeição porque foi minuciosamente planejado pela infinita sabedoria do Criador.

A terra gira sobre seu eixo o equivalente a mil e seiscentos quilômetros por hora, porém se apenas girasse á razão de cento e sessenta quilômetros, os dias e as noites seriam dez vezes mais longos do que são. Em virtude de os dias e as noites serem tão longos, o sol crestaria toda a vegetação, e a geada terminaria o extermínio do que escapasse do sol. Considerando tais maravilhas que continuam obedecendo a uma lei inflexível, durantes anos, séculos e milênios, concordareis que tais manifestações sábias e perfeitas não foram obra do acaso, nem surgiram inesperadamente, mas são obras de Deus que revelam a sua grandeza, sabedoria, bondade e soberania, pondo a terra precisamente a distância necessária para que o sol nos aqueça tão somente o necessário.

Se acrescentarmos ainda que a inclinação do eixo da terra sobre o plano da órbita numa seqüência de 23 graus, é causa determinante das estações do ano, evitando assim, que se formem continentes de gelo nos pólos de conseqüências catastróficas para a Terra. O homem sensato não pode crer no acaso.

Deus, o Nosso Deus, foi quem determinou ao mar até aqui e não mais além, e a terra ordenou que girasse no ritmo prévia e sabiamente estabelecido. A terra, mais obediente que o homem, não se afastou dos planos e da ordem que recebeu do Criador. A terra não reclama, não mente, não blasfema, não se mostra arrogante, mas obedece, e na obediência resplende a Glória de Deus.

Se a Lua estivesse a apenas 75 mil quilômetros da terra, em vez de estar à distância em que se encontra, as marés seriam choques tremendos contra a terra e os continentes seriam tragados pelo mar. Porém quem estabeleceu ordens para a terra cumprir, também ordenou à Lua que se conservasse onde está. A lua como a terra, declara a glória de Deus numa obediência imutável de dias, meses, anos, séculos e milênios, num testemunho de fidelidade para com Deus, que o homem não foi capaz de conservar.

A vida não é obra do acaso, é sim, o labor de inimitável artífice, é a concepção e a glorificação de Deus que a criou. Deus, o nosso Deus, é o Autor da Vida e consumador da Fé.

A razão indica a fé, a fé enche o coração da graça, a graça vem de Deus e Deus é suficiente para nos iluminar e conduzir pelas veredas da justiça que conduzem ao céu.

A matéria não pode revelar mais que a alma pode crer, e o espírito alcançar, ao transpor a outra margem do Rio da Vida e entrar na posse da herança eterna.
De posse dessas informações, ainda encontramos um inimigo que nos inquieta, a Morte. Porém, existem conforto e consolo para os que adentram os domínios da fé. Existe um lugar onde a morte não pode ferir a alma. Qual é o lugar onde a morte não pode ferir a alma?

Onde está a morte ou em que lugar ela se esconde?

A resposta a esta pergunta varia segundo a posição e de acordo com a profissão da pessoa a quem ela é feita.
Para o médico a morte está presente nos exércitos de bactérias que ameaçam continuamente a vida dos tecidos do corpo humano. Uma infecção grave é a morte rondando ameaçadora.
O aviador vê a morte num desarranjo do motor ou na falta de um parafuso que determina a queda do aparelho.
O militar percebe a morte oculta dentro de uma granada ou em uma bala, onde para ele a morte avança em cada estilhaço que voa.
O químico vê a morte no veneno concentrado que a arte de combinar drogas produz.
O turista e o alpinista apenas se lembram que a morte os espreita nos abismos e desfiladeiros que atravessam e cruzam em suas viagens.
Tudo o que está ai, representa apenas parte da resposta à pergunta onde está a morte física, porém a pergunta tem um alcance muito mais extenso e diz respeito à morte espiritual, muito mais importante do que a morte da matéria.

A morte está no mau uso da vida que deveria estar a serviço e Deus e dos homens. Se a nossa conduta não produzir vida, trará em si a morte em cada ato mal orientado. Ela poderá se manifestar também num acesso de ódio do teu coração.

Só há um lugar onde a morte não está. Esse lugar é o céu e conseqüentemente, aqueles que estão escondidos com Cristo em Deus, os quais não provarão o aguilhão desse monstro que tudo devora. O corpo pode tombar vítima das conseqüências do pecado, porém a alma redimida pelo sangue do Cordeiro passa incólume pelos laços dessa intrusa que está em toda a parte, menos nos domínios da fé.

Nos domínios da fé somos capazes de perceber que estamos aqui na Terra de passagem e que fomos alistados para uma Batalha.Os cristãos são soldados do Senhor, e como soldados precisam lutar pra viver.Estão em pleno campo de luta espiritual, onde se fere a gigantesca batalha entre as forças do mal e os exércitos do Senhor, e a única alternativa é lutar a tempo e fora de tempo para alcançar a coroa da vida.

Lutem para viver como cristãos dignos da vocação que recebestes. Temos vários exemplos de guerreiros que não temeram e proclamaram a sua fé ante as ameaças dos poderes apóstatas.
Ao tempo da Reforma, quando um gesto ou uma palavra a favor do verdadeiro cristianismo representava ser encarcerado, condenado a morte, desterrado, ou ser destituído dos cargos de confiança, Deus teve testemunhas que não dobraram seus joelhos ante a ameaça do inimigo.
Entre os muitos casos em que a fé agigantou-se, brilhou e ateou fogo aos corações citemos o exemplo de alguns Príncipes:
No tempo em que o Imperador Carlos V dominava a Alemanha ele era temido e obedecido por todos.
Vários Príncipes alemães haviam abraçado a Reforma, creram na pureza do Evangelho e na suficiência de Cristo como Salvador. Isso não agradava o imperador. Certo dia o imperador recebeu os Príncipes protestantes numa conferência particular e pediu-lhes que impusessem silêncio aos capelães evangélicos que celebravam cultos públicos. Dentre os príncipes, levantou-se o velho Mal-grave de Brandenburg que avançou alguns passos para o imperador, e num gesto que denotava disposição e energia, levou as mãos ao pescoço e inclinando-se disse: “Era mais fácil a minha cabeça rolar aos pés de Vossa majestade do que eu privar-me da Palavra de Deus e negar a meu Senhor”.
Conclui quanta coragem o Espírito Santo dá ao coração que se dispõe a lutar pelo céu. Homens dessa tempera que amam a Deus mais do que a própria vida, que não se acomodam ante os interesses nem se acobardam diante dos poderosos são os que lutam e vencem.
Outro Príncipe contemporâneo da Reforma, o Eleitor da Saxônia, o qual abraçou a fé em Jesus Cristo, foi aconselhado a não assinar a Confissão, para evitar atritos e desgostos aos amigos. Porém o nobre Príncipe foi nobre também na resposta, quando afirmou: “Estou disposto a fazer o que for justo, sem me importar com a minha coroa. Estou decidido a adorar, a honrar e a servir ao Senhor. Para mim, o Senhor vale mais do que todas as coroas da Europa. Deixarei atrás de mim, talvez, ondas de minha humanidade, porém uma coisa é certa: A graça de JESUS CRISTO me levará ao céu”. E termina da seguinte forma: “Vou assinar este documento na presença dos representantes o império. Se meu Deus requer isto de mim, estou disposto a deixar tudo para alcançar uma coroa imortal. Renunciaria a meus súditos e perderia meu Estado, preferia ganhar a vida limpando sapatos de estranhos a deixar de assinar este documento que contém os fundamentos da salvação para todos”.
Quando a vida espiritual está em contato com Deus e luta com Deus e para Deus, não há inimigos fortes.
Na França, na noite de São Bartolomeu, foram massacrados somente em Paris, cerca de 70 mil protestantes. Quando a conspiração havia alcançado o clímax, sendo já público e notório que o povo de Deus estava à mercê e um governo de homens ímpios, o Almirante Coligny, líder dos protestantes, foi convidado a ir a Corte.
Seus amigos rogaram-lhe que não fosse, pois ir equivalia a entregar-se às mãos dos inimigos. Mas Coligny tinha consigo o Deus Todo Poderoso e assim respondeu: “Prefiro morrer mil vezes a por uma indevida solicitude de minha vida, dar ocasião a que se avente uma suspeita em todo o Reino”.
Há um grande mistério na vida dos lírios que crescem no charco e elevam-se nos monturos sem comprometerem sua beleza e sem mancharem sua alvura, assim como há também um mistério na vida daqueles que tirados do charco moral, refletem em sua vida a beleza de Cristo e a alvura de Deus, após aceitarem o Evangelho.
O homem salvo por Cristo tal como o lírio na campina ou na estufa, na planície ou no charco, conserva a alvura da santificação que glorifica a quem os lírios criou. Os cristãos não são do mundo, vivem no mundo, mas o mundo não vive neles.
A missão do cristão é brilhar e ser uma inspiração para o mundo, a fim de que se elevem até onde há luz e santidade do Senhor.
O contato com o céu deixa a fragrância de santidade na vida dos salvos.
A vida de fé tem que corresponder às realidades vivas, apresentando frutos concretos que indiquem que em seu interior há salvação.
As atitudes praticadas anteriormente precisam ser abandonadas.
Nenhuma força conseguirá iludir a Onisciência de Deus; nenhum disfarce mudará a atitude de Jeová em relação ao pecado.
Na cidade de Nova Iorque havia uma mulher chamada Sofia, era uma simples lavadeira, não tinha muitos recursos, porém era bem conhecida no céu.
Certo dia ante o questionamento de alguém que não possuía a mesma fé, sobre seu posicionamento em relação a possuir uma consciência impura e um milhão de dólares ou a consciência pura sem o milhão, Sofia deu a seguinte resposta: “Tenho a consciência tranqüila e sou filha de um milionário. E ser filha de um milionário é melhor do que possuir um milhão na carteira; o filho de um milionário, quando precisa de alguma coisa, é só dizer: Pai preciso deste ou daquele objeto, e é atendido. A carteira pode ser furtada, mas a graça ninguém ma rouba do coração”.
Sofia pode contribuir para o crescimento do Reino de Deus de outra forma como segue abaixo seu relato:
“Certa vez conheci um crente que desejava ardentemente partir para a África evangelizar os pagãos. As Missões não queriam enviá-lo. Este crente estava cheio do Espírito Santo e transbordava de amor para com as almas perdidas, mas os dirigentes daquela missão achavam que ele era muito idoso, além disso alegavam faltar recursos.
Foi então que Deus fez o que as missões não quiseram fazer. Um dia ouvi a voz do Senhor que dizia: “Sofia, farei com que tenhas muita freguesia e ganharás bem de forma que ajudarás esse crente a ir á África. As missões recusam-se enviá-lo, mas a tua tábua de lavar roupa o enviará”.
“Até hoje a tábua de lavar roupa ainda supre as suas necessidades. Deus abençoou muito o trabalho deste crente, o qual tem sido fiel no trabalho de levar almas a Cristo. Após algum tempo, havia ali uma igreja.
Passado algum tempo o Senhor falou-me ainda acerca deste obreiro, dizendo: “O missionário da África necessita de um Harmônico, ele não tem qualquer missão que o sustente e que lho ofereça, conta somente com a tua tábua de lavar. Aumentarei o número de teus fregueses e dentro de trinta dias ganharás o suficiente para comprá-lo”. “Assim aconteceu e o Harmônico foi para a África”.
“Agora quando toco meu piano (era assim que ela se referia a sua tábua de lavar), penso que na África estão tocando o Harmônico. Quando me sinto cansada, parece-me ouvir o lindo som do instrumento e penso na alegria que isso dá aos pobres pagãos que se deleitam com as harmonias que o harmônico lhes oferece”.
Esse é um maravilhoso exemplo do que quem adentra nos domínios da fé pode realizar.
A fé é a única moeda de valor que tem recurso no Reino de Deus.
A pedagogia de Deus é a vontade que vence, é desejo que se alcança. Nela está a força transformadora de situações. Seu objetivo entra pela eternidade. Suas relações envolvem a alma, Deus e a vida.
Como está sua vida de Fé? A bíblia nos faz um questionamento:

Quando vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra? (Lucas 18:8)

Pense Nisso!
Deus te abençoe!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

É preciso começar pelo lado de dentro...

Eis uma casa. Ela foi comprada por uma boa quantia e agora os moradores precisam torná-la um lugar confortável para se viver. É uma bela casa, mas precisa de uma boa limpeza. Alguns utensílios velhos que ocupam espaço precisam ser descartados para dar lugar aos novos. A limpeza deve ter início na parte interna , para quando chegar a hora de limpar a externa a sujeira tenha sido totalmente retirada  não havendo assim  necessidade de refazer o trabalho. Uma casa só será aconchegante se seu interior estiver limpo e organizado. Você conseguiria viver em um lugar imundo, desorganizado e entupido de coisas velhas???

A bíblia relata que quando alguém recebe a Cristo como Senhor e Salvador de sua vida, o próprio Deus vem fazer morada em seu coração. “Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.” (João 14:23).

O seu corpo passa a ser templo do Espírito Santo de Deus. ” Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (1Cor 6:19). Um alto preço foi pago para que esse corpo viesse a ser habitação do DEUS VIVO . “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, (1Pe 1:18-19). Porém esse templo está sujo pelo pecado, contaminado por vícios e costumes que desagradam a Deus, além de estar impregnado por sentimentos ruins. Ele precisa ser purificado. O Espírito Santo de Deus é quem convence o homem do pecado da justiça e do juízo ( João 16:8). ELE auxilia nas fraquezas, age na consciência de forma a alertar sobre o estado em que o indivíduo se encontra, bem como também na necessidade de haver uma mudança.

Para que a casa se torne agradável o Espírito Santo a limpa e adorna. A limpeza não é imediata, ela vai sendo realizada aos poucos, porque tudo o que Deus faz é perfeito. Para que ela possa refletir a Glória de Deus seu interior precisa estar limpo. Por isso Deus, o SENHOR, faz uma petição: “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos” ( Prov 23:26). Ressentimentos, rancores, amarguras, precisam ser arrancados do coração e substituidos por outros tais como: perdão, amor e compaixão. Você é MORADA do ESPÍRITO SANTO, o templo espiritual do DEUS VIVO. E sua "casa" precisa ser purificada para que a majestade do Senhor possa se manifestar em ti e através de ti. Mas não tente purificá-la sozinho, porque não terá êxito. Tudo o que você precisa é deixar o Espírito Santo tomar seu coração, organizar e colocar tudo no seu devido lugar.

É preciso começar do lado de dentro antes que a mudança apareça do lado de fora. Isso significa passar tempo com Deus, permitir que Ele perdoe os seus ressentimentos, tire a sua dor, cure as suas lembranças e lhe permita amar assim como Ele ama. Isso é só Deus quem faz. Não tente fazê-lo sem Ele! Ele pode tornar-te uma casa agradável onde o Espírito Santo tem prazer em habitar.

Deus te abençoe!!!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Caiu? Levante-se!

Nem sempre encontramos resposta para tudo.  Algumas vezes não entendemos o porquê de certas situações que enfrentamos. Em determinadas ocasiões durante o curso de nossas vidas, recebemos golpes tão duros que nos deixam prostrados. Isso acontece com todas as pessoas. O que muda é a forma como cada um reage a esses golpes. Existem duas opções: Permanecer prostrado ou LEVANTAR-SE. Tudo se resume ao tipo de reação que se tem! Sentimentos como auto piedade, complexo de inferioridade complicam tudo. As coisas não mudam, enquanto se assume a posição de vítima. Decida levantar-se, ainda que esteja ferido! Esforce-se e tenha bom ânimo, ainda que seja dificil!
Não importa quão doloroso tenha sido o golpe, DECIDA VENCER. REAJA!!! Você não foi feito para ficar prostrado! Levante-se, TENHA FÉ, Deus é contigo! UMA ATITUDE DE FÉ MUDA TUDO! Segue abaixo um dos mais lindos exemplos do que Deus pode fazer na vida de uma pessoa que decide LEVANTAR-SE!



DEUS ABENÇOE SUA VIDA!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Falando sobre o amor...

Falar de amor é muito mais fácil do que praticá-lo. Amar é uma dádiva que recebemos, e quando exercitada faz resplandecer o melhor de nós sendo ofertado a nosso semelhante. O amor não é algo que dependa de reciprocidade. O amor é doação, abnegação...O amor é renúncia, é compaixão e principalmente perdão.
O amor é a força que persevera, é o que tudo suporta e tudo espera. O amor não trata com leviandade, é uma viva expressão da verdade. O amor é benigno, sofredor...O amor sempre permance ainda que ferido pela dor. Nunca se ensoberbece o puro amor! Ele não busca seus próprios interesses, não se porta com indecência pois tem na bondade sua essência. O amor não supeita mal, não se irrita e nem folga com a injustiça. O amor não é invejoso e nunca falha...O amor nunca falha...
O amado escritor Jonathan Edwards, em uma de suas obras fala sobre o amor como "O Dom Maior".  Algumas  de suas considerações:
Uma característica do amor, pela qual sua excelência é demonstrada, é, que ele é incessante e eterno — "O amor jamais acaba".
A durabilidade do amor, aparece na sua resistência ao choque de toda a oposição feita contra ele no mundo, ele (o amor) tudo suporta. O amor não somente dura até o fim do "tempo", mas também por toda a eternidade — "o amor jamais acaba".
Quando todas as coisas temporais tiverem cessado, ele ainda permanecerá, e permanecerá para sempre.
A maior expressão de amor  que podemos entender e sentir é o sacrifício feito por Jesus Cristo na cruz do Calvário e a percepção de um Deus Todo Poderoso entregando o seu melhor.
"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16)
Através do seu ato de amor, Deus nos proporcionou incontáveis benefícios.
Passamos a ser a  própria habitação do Deus Eterno.
O Espírito de Cristo é eternamente dado à sua igreja e povo, para influenciar e habitar neles. Isso como prova de amor.
Quando comunicamos o GRANDE amor de Deus a nosso semelhante, o fazemos por meio do Espírito Santo, porque somos tomados pelo amor. 
O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós" (João 14:16,17).
Toda fé e esperança salvadora tem o amor em si como ingrediente, e como sua essência; e se este ingrediente for tirado, nada há que é deixado senão o corpo sem o espírito.
O amor, o divino amor, é aquele fruto que o Espírito, ao comunicar, nutrir e exercitar, manifesta as suas eternas e incessantes influências.
O princípio e o exercício do divino amor no coração, os frutos dele na conduta, a felicidade em que ele consiste e que jorra dele fazem com que sejamos mais benevolentes e compreensivos.
O amor cristão é a soma de toda santidade, e seu crescimento é o crescimento do reino de Cristo na alma.
Devemos amar o Senhor Jesus Cristo em sinceridade, e amar uns aos outros como Cristo nos amou. Desta forma, possuiremos o mais rico de todos os tesouros. Tendo em nós aquele amor que é imortal em sua natureza, nós teremos a mais segura evidência que nossa imortalidade será abençoada e que nossa esperança de vida eterna é aquela boa esperança que nunca nos desapontará. O amor nutrido na alma aqui na terra será para nós o antegozo de, e uma preparação para, aquele mundo que é um mundo de amor, e onde o Espírito de amor reina e abençoa sempre.

Deus te abençoe!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Deus tem nas mãos todos os seus "amanhãs"

Posso eu comandar meus dias de forma tal que sofrimento, decepção, dor ou até mesmo as perdas não me alcancem??
Não...eu não posso e nem você! Vivemos cada dia sem saber o que nos espera! Sendo assim, que segurança podemos ter de que estaremos protegidos, mesmo quando os dias forem maus??
Deus tem nas mãos todos os meus "amanhãs"...Lendo essa afirmação em um devocional hoje pela manhã, parei para analisar a profundidade dessa expressão. Não sabemos o que nos espera, mas Deus sabe! Deus pode nos deixar confortáveis nos lugares ou situações mais desconfortáveis! Ele pode nos dar paz, mesmo em meio a situações traumáticas.
Durante o curso natural da vida, perdas são inevitáveis. Porém podemos estar firmes e confiantes de que nossos dias não estão nas mãos do patrão, corretor, cônjuge, ou de qualquer outra pessoa. Nem estão em nossas mãos, por isso,  não podemos manipulá-los ou controlá-los.
Deus tem nas mãos todos os meus "amanhãs"...
Portanto, seja o que for que você ou eu façamos, busquemos conhecê-lo, porque iremos precisar Dele.
Ele estará presente quando tudo e todos tiverem partido. Ele estará ao nosso lado nos momentos difíceis. A promessa Dele para nós é: "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã" (Salmo 30:5).
Devemos nos lembrar que, por mais escura que seja a noite, a manhã sempre vem. De alguma forma a graça de Deus nos protegeu, supriu, nos deu segurança, acalmou e consolou. Os tempos e as estações mudam, mas Deus não. Ele é sempre o "Deus de toda consolação..." (2 Coríntios 1:3-4 ) e Ele está cuidando de nós hoje, e continuará fazendo isso...

Que você e eu percebamos a graça de Deus nos alcançando em todos os momentos!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Princípios da comunicação: Falar a coisa certa, na hora certa e da forma correta!

Alguém já disse algo e depois se arrependeu?? Não era bem o que queria dizer...mas "agora já  foi"...
O que está no seu coração determina o que você diz. (Mateus 12:34) NLT. Nervosismo ou  mágoa as vezes nos levam a disparar contra as pessoas palavras que nunca deveriam ter saido de nossa boca, afinal  produzem os mais profundos estragos. Estilhaços delas continuam a ferir mesmo quando tudo parece estar em perfeita paz...Mas como controlar o que dizer??? Isso parece tão dificil...Estive lendo um devocional que fala sobre os "Princípios de Comunicação". E como é bom dizer a coisa certa na hora certa e da forma correta!!! Achei orientações preciosas e gostaria de compartilhá-las. Seguem abaixo alguns trechos:
Estudos comprovam que 7% da nossa comunicação está baseado no conteúdo, 38% no tom de voz, 55% nos sinais não verbais como a expressão facial, o modo como você se senta e o que faz com as mãos. O escritor Mandy Houk citou: "Se você se importa com o sentimento das pessoas...isso vai transparecer na sua fala". Salomão disse: "Uma resposta suave desvia a ira...as palavras duras fazem os estados de ânimo se incendiarem" (Provérbios 15:1) NLT.
O escritor Rob Flood estabelece dois princípios que o ajudaram a mudar sua atitude e curar seu casamento:
1- O princípio da primeira resposta. O rumo de qualquer conflito é determinado por aquele que responde, e não por quem inicia a conversa.
2 - O princípio do toque físico. É difícil aplicar esse princípio se a discussão já começou. Então quando você está para começar uma conversa delicada, pode achar benéfico dar as mãos ou se sentar próximo para poder tocar a outra pessoa com naturalidade. Você já notou como é difícil brigar com alguém quando está tendo contato físico com essa pessoa?
Outros princípios importantes e de grande relevância são os seguintes:
O princípio do momento certo. O Dr James Dobson disse: "O amor pode morrer quando um homem e uma mulher se esquecem de como falar um com o outro". Mas é igualmente importante dizer a coisa certa na hora certa. Quando iniciarem uma conversa larguem tudo o que estiverem fazendo e deem toda a atenção um ao outro.   
O princípio do espelho. O entendimento  aumenta quando você o mede ao longo da conversa. Certifique-se de que está entendendo realmente o que o outro quer dizer. Repita o que você acha que ouviu e espere até ter uma confirmação ou correção. Não se trata de "estar certo" e de defender a sua posição, mas de ter a certeza de que vocês estão conseguindo entender um ao outro.
O princípio da oração. Esse é o princípio mais importante de todos, porque DEUS é a única ponta do triângulo em um casamento que pode fazer com que ele funcione. Cavem o poço antes de ficarem com sede, formando o hábito de orarem juntos. R.A.Torrey disse: "Muitos fracassam...porque esperam até a hora da batalha...outros vencem porque conquistaram a vitória de joelhos muito antes...Preveja as batalhas, e combata-as de joelhos antes que elas surjam."
Que o Senhor nos dê entendimento para sempre falarmos e agirmos com sabedoria.

Fonte: http://www.palavraparahoje.com.br/

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Por meio de quem cremos???

Antes de entendermos o sacrifício de CRISTO e nosso verdadeiro estado diante de Deus, vivíamos sem nenhum sentimento de culpa. O pecado não era problema, pois ele fazia parte de nossa natureza humana e não percebíamos mal algum. Porém, chega o dia em que algum trecho ou pregação do Evangelho percorre o profundo de nosso ser nos levando a ter um encontro pessoal com Deus .
Então o Evangelho penetra em nossos corações trazendo vida para dentro da alma.
Algumas inseguranças e temores existestes são substituidos pela mais pura esperança.
Somos tomados por uma paz que excede todo o entendimento.
O ESPIRITO de DEUS testifica com o nosso espirito que somos filhos de Deus.
Ficamos leves, aliviados, pois entendemos que estávamos em dívida com Deus e que jamais teríamos condições de quitá-la , todavia,  por meio do sacrifício de JESUS CRISTO na cruz do calvário ela foi totalmente paga. O mais espantoso de tudo...não fizemos nada para merecer...
DEUS nos oferece seu melhor presente, apenas para demonstrar o grandioso amor que sente por nós...
Mas de onde surgiu essa certeza de Salvação?? De onde vem esse sentimento tão forte que nos leva a crer que por meio da fé em CRISTO temos livre acesso á Deus??
O que levou a fé a ser tão profundamente introduzida em nossos corações de forma que passamos a viver por meio dela?
Existe somente UM que é capaz de convencer o homem do pecado, da justiça e do juízo...Está obra é feita por DEUS através do ESPÍRITO SANTO.
Nenhum homem mortal seria capaz de produzir tal efeito sobre a vida do ser humano, apenas o próprio Deus.
Estive lendo algumas obras de meu amado irmão C.H.Spurgeon e dentre elas encontrei uma entitulada “NOSSO MANIFESTO”. Enquanto discorria as páginas, percebi a importância de ratificar por meio de quem recebemos e entendemos o Evangelho. Seguem algumas de suas considerações:

Nosso Manfesto – C.H.Spurgeon

PARA NÓS O EVANGELHO NÃO É SEGUNDO OS HOMENS, QUANTO A MANEIRA COMO O RECEBEMOS.
Nós também recebemos o evangelho de uma forma que fica além do poder do homem para transmiti-lo a nós: os homens o trouxeram aos nossos ouvidos, porém foi o Senhor que o aplicou aos nossos corações, a fim de regenerá-los, convertê-los e santificá-los. Houve um ato preciso de Deus o Espírito Santo, através do qual a instrumentalidade tornou-se eficaz, e a verdade se tornou efetiva nas nossas almas.
Não recebemos nossa fé pela tradição dos nossos pais; Não temos nenhum pai na vida espiritual, exceto o Senhor, e não temos recebido essa vida, ou o evangelho, através de parentesco carnal e sim, somente da parte do Senhor.
O modo de Deus pelo qual devemos receber a verdade, é recebê-la pelo Espírito Santo. é coisa sábia clamarmos por graça, a fim de nos apropriar de cada verdade e deixarmos que elas penetrem profundamente em nosso ser. Está na hora de sermos capazes de dizer: "Esta verdade é tão minha pessoalmente, como se nunca a tivesse recebido dos lábios de algum homem. Eu a recebi porque foi escrita no meu coração diretamente pelo Senhor.
Nunca pensamos em citar a comunidade de homens chamados "a igreja" como a autoridade final em relação à consciência.

"...não aprendemos assim a Cristo".
temos recebido a verdade pessoalmente por revelação às nossas almas pelo Espírito do Senhor  temos recebido no íntimo a verdade que pregamos pelo ensino do Espírito Santo.
Verificaremos, então, quando a luz penetrou em nós, revelando nosso estado perdido e quando começou a base de nosso ensinamento.
Que eu era culpado, eu sei, eu cria, pois fui ensinado assim; entretanto naquele momento, eu sabia no fundo do meu ser que era verdade.
Eu havia escutado a lei de Deus pregada, e enquanto ouvia, estremecia; mas agora eu sentia uma íntima convicção de culpa pessoal de modo mais penetrante. Eu me vi um pecador; e que visão é essa! O medo tomou conta de mim, como também a vergonha e o temor. Então percebi como é verdadeira a doutrina da malignidade do pecado; e que castigo isso deve acarretar. Essa doutrina eu jamais recebi de homens.
A preciosa doutrina da paz mediante o precioso sangue de Jesus, também conhecemos através do ensino íntimo e pessoal.
Agora, ficamos ao pé da cruz. Por nós mesmos contemplamos Seu amado rosto, e vimos em Seus olhos tanta misericórdia, vimos as mãos e os pés cravados na cruz por nossa causa. Oh irmãos, quando vimos o Senhor Jesus, como nosso Fiador, sofrendo por nossas ofensas, então recebemos a verdade da redenção e perdão de uma maneira que não era "segundo os homens"!
Homens bondosos que foram para o céu, realmente nos pregaram o evangelho plena e fervorosamente, e labutaram para que Cristo fosse conhecido por nós; porém para revelar o Filho de Deus em nós estava além do poder deles. Desde nossos primeiros dias, temos experimentado uma abertura gradual do evangelho para nosso entendimento, mas em todo esse processo nosso real progresso tem sido da parte de Deus, e não dos homens. seu aprendizado espiritual, se for real e verdadeiro, é concedido pelo Senhor. Seu tutor tem sido o Espírito Santo. Por nenhum outro método nossos espíritos podem aprender a verdade de Deus a não ser pelo ensinamento dado pelo Espírito de Deus.
Uns poucos minutos silenciosos, abrindo a alma diante do Senhor, têm nos trazido mais tesouros da verdade do que horas de diligentes pesquisas.
A verdade é como cavernas de estalactites e grutas das quais temos ouvido falar, na qual você precisa penetrar e ver por si mesmo, para ver suas maravilhas. Se você se aventurar ali sem lanterna ou guia, correrá grandes riscos; mas com luz intensa e flamejante, e um guia instruído, sua entrada será cheia de interesse.
Assim o Espírito Santo nos guia a toda a verdade, e irradia Sua luz sobre o eterno e o misterioso. Isso Ele faz em certos casos de maneira muito pessoal.
Com quanta freqüência o Senhor ensinou Sua própria verdade aos Seus servos na escola da tribulação! Falamos bem da meditação, é como a prata; porém a tribulação é como ouro refinado. A tribulação não somente opera a paciência, porém a paciência traz experiência, e na experiência há um profundo e íntimo conhecimento das coisas de Deus que não pode nos vir por nenhum outro meio.
Enquanto você estava passivamente deitado em paz, é possível que tenha visto uma passagem das Escrituras surgir como uma estrela surge entre frestas de nuvens de tempestade, a qual brilhou com tal intensidade que evidentemente apenas o Senhor Deus poderia ter-lhe dado aquilo. A depressão espiritual e a tortura física, foram esquecidas, enquanto o esplendor da promessa enchia plenamente de luz a sua alma. Há um lugar lá atrás no deserto que você nunca deve esquecer. Ali cresce uma sarça. Ela não é muito promissora, a tal sarça; mas é sagrada para você; porque foi ali que o Senhor Se revelou à você, e a sarça ardia porém não se consumia. Nunca desaprenderá a lição da sarça em chamas.
Porventura conhecemos alguma verdade antes que o Espírito a acenda dentro de nós, e grave-a em nossas almas com uma pena de ferro, e com a ponta de diamante? Existem meios de aprender pelos quais somos muito gratos; não obstante, a maneira mais segura de aprender a verdade divina é tê-la "gravada" de maneira que ela tome posse completamente da alma. Aí então, não somente cremos como também damos a nossa vida por ela; ela vive em nós, e ao mesmo tempo, vivemos dela. Tal verdade lateja em cada pulsar, pois acelera o coração. Não o questionamos, não podemos, pois que vive em nós e molda o nosso ser. O diabo insinua perguntas, mas nós não somos responsáveis pelo que ele tem prazer em fazer, e pouco nos importamos, pois ele sussurra num ouvido surdo.
Se não acreditar no poder do sangue expiador, então nunca assista a morte dos crentes, pois descobrirá que eles não confiam em outra coisa. A morte de Cristo é o único recurso do crente.
Tudo pode na terra falhar, Ele, porém, é minha força e sustentação."
"Eu ouvi uma palavra na rua, quase por acidente, que me fez tremer diante de Deus". Aí está a eleição da graça.
Havia uma mulher, ninguém conhecia as trevas como ela conhecia, e por isso eles não poderiam se regozijar na luz assim como ela.
Para achar um santo que muito ama, você precisa encontrar alguém a quem muito foi perdoado.
Temos sido despertados de um desmaio, encorajados para um esforço total e estimulados para um sacrifício, por um versículo que se tornou não apenas uma palavra num livro, e sim a própria voz de Deus à nossa alma - a viva voz do Senhor, tão cheia de majestade.
Um pensamento de importância fundamental pode estar imbutido no singular ou plural de uma única palavra.
pois Ele penetra no âmago da minha alma, Ele me lê como uma página aberta, Ele e conforta como alguém criado comigo, Ele penetra nas profundezas dos meus pesares e participa das minhas maiores alegrias.
A Palavra de Deus trata conosco como nenhuma palavra de homem jamais fez ou poderá fazer. Portanto não a recebemos de homens.
As palavras dos filósofos podem ensinar-nos o que é a santidade, porém a Palavra de Deus nos torna santos.
A Palavra não é meramente um instrumento para o bem, é algo que o Espírito Santo usa para produzir uma energia ativa dentro da alma para purificar o coração do pecado, a fim de que se possa dizer: "Vós estais limpos pela palavra que eu vos tenho falado".
Você tem em si mesmo o testemunho, a evidência de coisas que não se vêem, o selo da eterna verdade.

PARA NÓS, A VERDADE NÃO É SEGUNDO OS HOMENS
Se alguém pensa que o evangelho é apenas mais uma de muitas religiões, então deixo-o comparar, honestamente, a Palavra de Deus com outras pretensas revelações.
Reiteramos, não pode ser "segundo os homens" porque ela se opõe ao orgulho humano. Outros sistemas envaidecem os homens, mas este fala a verdade. Deus é tudo no evangelho. em nosso evangelho "a salvação provém do Senhor".
O homem jamais poderia inventar um evangelho que o humilhasse deveras, e que atribuísse toda a glória, honra, e louvor ao Senhor Deus. não é "segundo os homens" porque ele não dá nenhum abrigo ao pecado.
Se alguém pregar um evangelho que faz concessões à natureza humana, e trata do pecado como se fosse um engano em vez de grande ofensa contra Deus, encontrará ouvintes ávidos.
Mas o nosso evangelho declara que o salário do pecado é a morte, e que só podemos ter vida eterna como dom de Deus; e esse dom sempre traz tristeza pelo pecado, ódio a ele e o apartar-se dele.
O nosso evangelho nos ensina que o homem precisa nascer de novo, e que sem o novo nascimento ele estará perdido para sempre, ao passo que, com ele, obterá salvação eterna. O nosso evangelho não oferece desculpa ou cobertura para o pecado, porém o condena completamente. Não apresenta perdão, exceto através da expiação, e não oferece segurança nenhuma para o homem que abriga qualquer pecado dentro de si. Cristo morreu pelo pecado, e nós precisamos morrer para o pecado, ou morreremos eternamente.
Os homens precisam sentir a malignidade do pecado, antes que possam apreciar o grande sacrifício que é o ápice e o cerne do nosso evangelho.
Sabemos que o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo não é "segundo os homens" porque o nosso evangelho é tão apropriado para os pobres e iletrados.
Louvamos a Deus que escolheu as coisas simples, e as desprezadas.
O evangelho que tenho pregado não é "segundo os homens", pois desconhece a seleção e exclusividade, porém, valoriza a alma.
Finalmente, temos certeza que o evangelho pregado por nós não é "segundo os homens" porque eles não o levam em consideração. Ele é combatido até hoje.
Será bem vindo pelos homens; porém, precisa de uma operação divina no coração e na mente para tornar um homem disposto a receber, no fundo de sua alma, este indigesto evangelho da graça de Deus.
Aprendam, então, que se tirarem Cristo do cristianismo, o cristianismo estará morto. Se removerem a graça do evangelho, o evangelho deixa de existir.
Um grande general, aproximando-se de seu rei tropeçou em sua própria espada. "Eu vejo", disse o rei, "sua espada está lhe atrapalhando". O guerreiro respondeu: "Os inimigos de sua majestade freqüentemente sentem o mesmo".
Para a maioria de nós o entendimento é como um estreito portão de entrada para a "cidade da Alma Humana", e as grandes coisas de Deus não podem ser diminuídas para poderem passar por aquela entrada.
Creiamos nelas através do testemunho divino, e quando elas nos provarem ou mesmo parecerem ofender nossa sensibilidade humana, ainda assim que as recebamos por serem divinas. Não devemos opinar sobre o que deve ser a verdade de Deus; temos que aceitá-la como Deus a revela.
A seguir, que cada um de nós aguarde oposição se ele receber a verdade do Senhor, e especialmente oposição de uma pessoa que é próxima e querida por ele - a saber - ele mesmo.
A natureza carnal se opõe à verdade, pois ela não está reconciliada com Deus, e nem, na verdade, poderia estar. Oremos ao Senhor para vencer nosso orgulho, para que a verdade nos domine, apesar de nosso coração mau.
Eles não crerão em seus relatos a não ser que o braço do Senhor lhes seja revelado. Mas depois, se a fé for operada pelo Espírito Santo, não precisamos temer que os homens possam destruí-la.
Possivelmente eles nos chamem de fanáticos, ou intolerantes, ou mesmo idiotas; mas isso significa pouco se nossos nomes estiverem escritos no céu.
Se estas coisas nos vierem da parte de Deus, podemos descansar completamente nelas.
Alguma vez você se apoiou num braço de carne sem descobrir que os melhores dos homens são apenas homens no melhor dos casos? Mas se estas coisas vem de Deus elas são eternas e totalmente suficientes.
Quando os invasores cercaram Roma, e toda a região ficou à mercê deles, um terreno estava à venda, e um romano o comprou por um valor justo. O inimigo estava lá, mas ele seria desalojado. Talvez o inimigo destruísse o Estado romano. Deixe-o tentar! Tenha você a mesma firmeza.
O evangelho eterno é nossa bandeira, e com Jeová para sustentá-lo, nosso padrão nunca baixará. No poder do Espírito Santo a verdade é invencível.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O meu querer...

Quero ser a tua voz Senhor e refletir a tua glória...
Quero ser embaixador do teu Reino e  representante do teu amor...
Quero transmitir tua bondade...ser reflexo da tua Graça!
Quero te honrar com minha vida, com meu falar, meu agir e meu pensar...
Quero ser tua imagem e semelhança...
Quero que tu vivas em mim e através de mim!
Esse é o meu querer e meu objetivo querido  JESUS!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Seja qual for a situação...CONFIO EM TI JESUS

Meus olhos estão focados em ti JESUS...
Não importa quantos sonhos ficaram para trás, isso não volta mais...
Meu relacionamento contigo tem um elo eterno, selado pelo teu sangue puro...
Temos uma aliança de amor firmada pela tua infinita graça...
Tua fidelidade me atrai em todos os momentos...
Quando lembro de tua imutabilidade, minhas forças são revigoradas mesmo em meio aos mais dolorosos açoites da vida.
TU és minha fonte de vida, meu sustento, meu amigo fiel!!!
EU TE AMO JESUS CRISTO! TU ÉS O MEU MAIOR TESOURO!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

ANDE POR FÉ E NÃO POR VISTA!

Sofrimento! Algo que chega sem avisar tirando a paz, causando dor, angustiando a alma, inquietando o ser...
Se existe algo difícil de assimilar é o sofrimento.
Por que sofremos? Tudo está tão bem e de repente...somos confrontados por situações que não estamos preparados para enfrentar. Então, o que fazer?? Como ser feliz independente da situação??
Será que Deus perdeu o controle das coisas?? Será que não está vendo que sofremos??
"As provações e tempestades dessa vida não indicam a inexistência de Deus, assim como as nuvens não indicam a inexistência do Sol."
"Os caminhos de Deus são muitas vezes misteriosos e não é sempre que compreendemos as razões por trás de tudo o que ELE faz. Mas podemos ter certeza que o Senhor tem sempre uma razão e um propósito para tudo e se por alguma razão ou motivo ELE não nos livra de algum defeito ou aflição é porque ELE sabe que de alguma maneira nos fará crescer".
Uma coisa é certa: "As provações mudam nosso relacionamento com Deus, ou elas nos fazem distanciar de Deus  ou nos aproximam ainda mais Dele".
"Nosso relacionamento e dependência de Deus em meio ao sofrimento pode ser retratado pela história do cipó que cresce ao longo do tronco de um carvalho e ali permanece durante as mais impiedosas tempestades. Se o cipó estiver do lado oposto ao vento, ele é protegido pelo tronco. E se estiver exposto ao vento, a tempestade apenas faz com que ele fique comprimido ainda mais perto do tronco. E é assim que acontece durante as tempestades da vida, em certas ocasiões Deus intervém e nos abriga, enquanto que em outras, ELE permite que nós fiquemos expostos para que possamos ser comprimidos para mais perto DELE.
Estive ouvindo uma Cantata que falava sobre : "Como ser feliz de qualquer maneira". Desconheço a autoria, mas alguns de seus trechos estão sendo citados aqui.
Nesse trabalho o autor expõe o sofrimento do ser humano,  porém não com uma visão destrutiva, mas como algo que fortalece, estimula o crescimento e promove mudanças.
Durante essa exposição, fui lembrada  de vários pontos de grande valia,  os quais sendo considerados, impedem que o desespero arrombe as portas e faça morada em nossos sentimentos durante períodos difíceis.
"Sofrimentos são feitos para tornar os homens mais doces e não mais amargos".
"Deus trás os homens para águas profundas não para afogá-los mas para limpá-los".
"Todas as pessoas passam por testes, tentações, provas e tribulações mas como você lida com elas faz toda a diferença".

E para terminar ressaltando a principal maneira de enfrentar o sofrimento segue uma poesia:

"As vezes triste, não sei porque meu coração dói tanto assim,
Parece até que os fardos desse mundo foram colocados todos sobre mim
Mas mesmo assim eu sei, eu sei que Deus que faz tudo certo em sua lista
Me guiará assim, me fará entender e andar por fé e não por vista
E mesmo que eu não veja o caminho que ELE me planejou
É tudo tão escuro para mim agora mas ora, ELE sabe por onde vou
Hoje ELE guia meus passos fracos e me esforça para que eu não desista
Me pede que não tenha medo e ande por fé e não por vista
Um dia as nuvens vão passar e o Sol outra vez brilhará
Eu verei a beleza das flores e ouvirei cantar o sabiá
E então saberei que a mão de meu PAI me levou até essa conquista
Só porque eu coloquei a minha mão na DELE e andei por fé e não por vista".

ANDE POR FÉ E NÃO POR VISTA! Olhe para trás, lembre do que já enfrentou e quantas vitórias alcançou. Aprenda com as dificuldades, tire lições do sofrimento, cresça, mude seu ponto de vista.
E por fim JAMAIS esqueça, "DEUS nunca perdeu o controle da situação". ELE está contigo e te ajudará em todos os momentos. Não deixe que as lágrimas embacem sua visão,  ANDE POR FÉ E NÃO POR VISTA!
Que CRISTO te abençoe grandemente!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

O que JESUS CRISTO é pra mim???

Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz, Deus Conosco, Deus que sara, Deus que está sempre presente, Enfim...ELE é TUDO em mim!!!
Hoje li algo escrito pelo meu amado irmão Spurgeon que descreve um pouco do que CRISTO representa pra mim...gostaria de compartilhar...

" O que a mão é para o alaúde,
O que o sopro é para a flauta,
O que a fragrância é para o olfato,
O que a nascente é para o poço,
O que a flor é para a abelha,
Isso é JESUS CRISTO para mim.
O que a mãe é para o filho,
O que o guia é na selva ínvia,
O que é o óleo para a onda turbada,
O que é o resgate para o escravo,
O que é a água para o mar,
Isso é JESUS CRISTO para mim."


C.H.Spurgeon
     
           

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Quando chega a Adversidade...

A Adversidade vem, isso é fato! Sem pedir licença pra entrar, sem hora marcada, sem avisar. Quem nunca passou por uma situação difícil?? Quem não sofreu perdas na vida?? Mas a questão mais complicada está em como devemos reagir diante das adversidades da vida... Uma atitude errada e somos tragados...o poço se torna cada vez mais fundo...
Estamos cientes de que situações adversas são necessários para fortificar nossos músculos espirituais, a fim de nos tornarmos cada vez mais semelhantes a Cristo.
Como citou C.H.Spurgeon: “Assim, acreditando que Deus governa tudo, e que governa com sabedoria, sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Por esta razão, o cristão não se limita a entender isto como uma teoria, mas sabe-la como uma questão de fato”.
Então como devemos agir quando nos encontramos em meio as adversidades??
Obtive alguns valiosos conselhos lendo um livro escrito pelo Pr Silas Malafaia, “Atitudes certas diante das adversidades”. Seguem algumas de suas considerações.
Diante das adversidades, é necessário agir com sabedoria. Mas em que consiste a sabedoria? Consiste na habilidade de saber usar seu conhecimento para enfrentar as adversidades com honestidade e coragem, de modo que os propósitos de Deus se cumpram em sua vida.” Vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios”.( Efésios 5.15). Não esqueça: “A obediência faz com que tudo trabalhe a seu favor”.
Um conselho de muita importância: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida (Provérbios 4.23) Trata-se de um conselho que nos adverte a manter um coração puro, reto, cheio do Espírito Santo, não contaminado pelos sentimentos perversos, pensamentos maus nem pelos desejos ilícitos.
Deus nos adverte sobre nosso “homem interior” onde estão concentrados os sentimentos, pensamentos e vontade. Tudo que faz a vida tornar-se digna de ser vivida origina-se no interior do homem e manifesta-se em suas atitudes de múltiplas maneiras.
QUE PENSAMENTOS VOCÊ TEM ALIMENTADO??
E na mente que nascem as idéias para dirigir suas ações. Primeiro você pensa, depois age.
Os olhos captam a informação externa, a qual é repassada pelo nervo ótico ao cérebro, onde será analisada e interpretada. Surge, então, dentro do coração, a vontade humana de reagir àquela situação, podendo desejar ou rejeitar determinada circunstância interposta na sua vida.
Isso mostra que a vontade não só nos torna responsáveis por nossos atos e decisões como também livra Deus de qualquer responsabilidade sobre a mesma. É o livre-arbítrio concedido pelo Criador. Nós escolhemos o que vamos fazer perante determinada pessoa, situação ou dificuldade. Antes de o ato concretizar-se, tudo é concebido na mente: o desejo, a benevolência, a vingança, a ação, a reação e, inclusive, o pecado.
A Bíblia nos adverte a ter senso crítico e a filtrar o que está indo para a nossa mente, a fim de que possamos pensar com qualidade. A grande batalha espiritual na vida do ser humano acontece na mente. Constantemente, a incredulidade e a fé guerreiam, e depende de cada um de nós conduzir esta guerra, pois aquela que prevalecer [a fé ou a incredulidade] dominará o nosso ser.
Não dê brechas para que o inimigo consiga atacar sua mente nem use indevidamente esta grande dádiva que Deus lhe concedeu, que é pensar, para alimentar pensamentos que o levem ao pecado, senão seu coração será consumido por desejos desordenados, pecaminosos e angustiantes.
A imaginação é o ventre onde nasce o bem e o mal. Por vezes, você pode achar que não é possível evitar os pensamentos maus. Realmente não tem como deletá-los, mas é possível substituí-los logo que se iniciam na mente. Afinal, ninguém se deprime sem antes ter pensamentos depressivos; ninguém pratica uma maldade sem antes ter pen¬samentos de ódio e vingança; ninguém peca sem antes ter imaginado atos pecaminosos.
Portanto, se você alimentar esses pensamentos ilícitos, em vez de contê-los, por certo, será difícil fugir da prática do pecado; e uma mente peca¬minosa não consegue agir com fé em nenhuma circunstância, muito menos diante da adversidade. Ocupe sua mente com coisas que edificam, deixando o pessimismo de lado e não se apegando aos valores terrenos.
PENSE NAS COISAS CELESTIAIS
Volte a sua mente para as coisas celestiais, para a glória e o poder do Senhor. Consagre-se ao Senhor e busque o bem-estar espiritual para que possa encontrar o bem-estar físico. E que você não se engane acerca disto: sem santificação, ninguém verá Deus (Hebreus 12.14).
OCUPE SUA MENTE COM A PALAVRA DE DEUS
Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. (Hebreus 4.12)
DESFRUTE BONS MOMENTOS
Pare de pensar em desgraças e em coisas que não prestam. Obedecer ao Senhor e aos Seus mandamentos deve ser a motivação diária dos santos de Deus, não deixando brechas nem dando legalidade ao inimigo para que contamine sua mente com aquilo que não provém do Alto.
“QUAIS OS DESEJOS DO SEU CORAÇÃO”?
A natureza humana decaída com a qual nascemos, que intenta controlar o corpo e a mente e induzir-nos ao pecado. Só que a graça e a misericórdia divinas habitam sobre este mundo. O Senhor nos resgatou das mãos de Satanás com o sangue de Seu Filho e capacitou-nos a fugir dos desejos mundanos por intermédio de Sua Palavra e do Espírito Santo.
Onde está o seu tesouro?
A Bíblia diz: onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração (Mateus 6.21). Todo o seu ser (força, ânimo e vontade) se voltará para aquilo que o seu coração deseja. Mesmo que o homem seja possuidor de livre-arbítrio, é necessário dar preferência ao bem, e não ao mal, ao fruto do Espírito, e não às obras da carne.
Não cobice o que é dos outros.
Nada está encoberto aos olhos daquele com quem temos de tratar (Hebreus 4.13).
Não seja ganancioso.
A vida do homem depende de Deus, e não dos seus bens. Então, acautelai-vos e guardai-vos da avareza, porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui (Lucas 12.15).
Não deseje o mal de ninguém.
O alvo supremo de toda a instrução da Palavra de Deus não é o conhecimento bíblico em si mesmo, mas uma transformação interior do indivíduo, que se expressa no amor, na pureza de coração, numa consciência pura e numa fé sem hipocrisia. Quando o cristão compreende este princípio, fica mais fácil de aplicar em sua vida este mandamento: tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós (Mateus 7.12).
Deseje a presença de Deus
Busque experiências pessoais com Ele.
Busque a vontade do Senhor
Note o que está escrito em 1 João 2.17: o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre. Um dia tudo vai acabar. As pessoas morrem, as nações são domi¬nadas, as riquezas se deterioram, as filosofias de vida do homem são esquecidas.
Viva em prol da eternidadee busque a vontade de Deus para sua vida. Lembre-se de como viviam os santos nos tempos antigos e do que a bíblia relata sobre eles: “ eles são estrangeiros e peregrinos na terra” (Hebreus 11.13)
O cristão que separa um momento durante o dia para ler e refletir sobre a Bíblia encontra o desejo do coração do Pai e consegue aplicá-lo no seu cotidiano.
Aquele que firma sua fé e esperança nos va¬lores deste mundo sofre com as ilusões desta vida temporária. Por outro lado, o que busca conhecer e seguir a vontade do Senhor constrói um castelo forte sobre as fiéis promessas do Todo-poderoso e permanece para sempre. Ele não só poderá viver no lar celestial junto com os demais irmãos em Cristo, como também terá a garantia de ser guardado e abençoado por Deus enquanto estiver nesta terra.
Queira estar na casa de Deus
Quando conhecemos o Senhor e confiamos nele, recebemos Sua ajuda para superar os medos e prosseguir nos propósitos divinos.
E onde é que Davi buscava segurança, refúgio e orientação para os seus problemas? No templo do Senhor, que era considerado uma fortaleza. Aquele que procura habitar na Casa do Senhor tem a firme garantia de que não importam quais as provações venham a enfrentar, o Todo-poderoso nunca os abandonará (Salmo 27.8-10). Relembre as graciosas promessas e a inabalável fidelidade do nosso Salvador.
QUE SENTIMENTOS DOMINAM VOCÊ?
A essência do caráter de Deus é o amor (1 João 4.8,16).
Tudo o que o Senhor faz em prol dos seus filhos tem por base o amor. Ele expressa bondade, porque nos ama. Por mais severa que seja Sua justiça, o juízo é uma medida do Seu amor. Mesmo quando erramos e entristecemos o coração do Pai, Ele está sempre pronto a perdoar-nos, porque Seu amor é incondicional. Não existe prova maior deste sentimento a favor da humanidade do que entregar o próprio Filho para morrer por nós na cruz. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3.16). Quando o indivíduo ama, ele se assemelha a Deus.
Estudar e refleta sobre a Bíblia até que ela habite ricamente dentro de ti. A partir daí, seus pensamentos, desejos, sentimentos e ações passarão a ser controlados por Cristo.
Jesus: exemplo a ser seguido
O Filho de Deus é a nossa inspiração de vida e deve ser sempre o exemplo a ser seguido. Ao tornar-se homem, Jesus viveu de forma intensa. Teve de enfrentar tentações, suportar dores e humilhações, e ainda responder e agir com sabedoria diante das circunstâncias interpostas no seu caminho. O amor transbordava de Seu coração. Ele não fazia acepção de pessoas, dava atenção aos mais humildes, necessitados e doentes. Cristo perdoava seus maiores inimigos e espelhava as virtudes espirituais em todas as suas atitudes.
Nada impediu que o seu propósito fosse alcançado nesta terra. Até mesmo Cristo agiu de acordo com os preceitos divinos, segundo os mais nobres ideais. Apesar de Ele mesmo ser uma divindade, em tudo dava graças a Deus e clamava em nome do Pai. O Messias sabia que a reverência e a obediência ao Criador lhe garantiriam a vitória.
Não tome decisões por emoção
Não adianta negar que muitas vezes a emoção influencia nosso poder de decisão. Quando é preciso agir ou reagir a uma determinada situação, aquilo que sentimos é o que tenta impulsionar nossa atitude.
Quando alguém se depara com o poder de escolha ao enfrentar uma dificuldade, é comum a razão e a emoção embaraçarem o pensamento. Se algum sentimento estiver em evidência em determinada ocasião, perde-se totalmente o senso crítico.
Em uma tribulação, seu coração o aconselha a murmurar e criticar, enquanto que a Palavra de Deus diz para você regozijar-se na presença do Senhor, porque a dificuldade lhe ajudará a crescer pessoal e espiritualmente. Na doença, o coração lhe impulsiona a desesperar-se. As Sagradas Escrituras, porém, revelam que você deve crer que já foi curado pelo sangue de Jesus.
Este conflito acontece porque o coração não foi feito para enfrentar qualquer tipo de dificul¬dade, mas para sentir. Ele é incapaz de inspirar a melhor direção, pois os sentimentos que habitam nele são alimentados pelas circunstâncias. Entretanto, quando sua fé e direção são depositadas no Senhor, apoiadas na Palavra de Deus, você jamais desanimará diante dos problemas e deixar-se-á levar pelas emoções. É o Espírito Santo que vive no seu coração que o ajudará a discernir como agir diante das dificuldades.
DEUS sonda os corações
Ninguém engana o Senhor
Ninguém pode fugir dos olhos de Deus e muito menos esconder aquilo que sente em seu coração.
UM NOVO CORAÇÃO
Quando Jesus disse: o que sai da boca procede do coração, e isso contamina o homem (Mateus 15.18), Ele queria mostrar-nos a importância de um novo coração, transformado, regenerado, cheio do amor de Cristo; um amor que governa nossa vida e une todas as virtudes espirituais de modo a haver equilíbrio, crescimento e maturidade espiritual.
Para que possamos desfrutar experiências grandiosas na presença do Senhor, precisamos atentar para as coisas que vemos e pensamos, pois é isto que determina o que sentimos e almejamos, que define a nossa natureza humana.
O que você tem visto?
Não porei coisa má diante dos meus olhos (Salmo 101.3).
É sua perspectiva de vida que determina os resultados.
O que você tem ouvido?
Aqui está o ponto-chave para uma vida de vitória: atente para a voz do Senhor. Deste modo, você não viverá pela aparência nem se apegará a superstições humanas.
Reconheça a origem do problema; veja que recursos têm à sua disposição para lidar com aquela situação; entenda que esta experiência serve de grande lição de vida para você e sua família; entregue sua dificuldade, fraqueza e preocupação em oração ao Senhor; e lembre-se de que pessimismo, murmuração e preguiça só retardam a sua vitória.

Tenha uma firme comunhão com Deus, dê prioridade às coisas celestiais e obedeça aos mandamentos do Senhor. Assim, o Espírito Santo terá liberdade de habitar em seu coração e fazer frutificar as virtudes espirituais necessárias para agir com sabedoria e sob a direção divina. Ninguém melhor do que Deus para intervir nas nossas causas e garantirnos a vitória.

Guarde o coração com todo o zelo, pois isso levará você por caminhos aplainados pela graça e bondade do Pai.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

ELE sempre está perto...

Na dificuldade ou bonança...na alegria ou na dor...cercado de pessoas ou sozinho em um quarto...
Num lugar de destaque ou no fundo de uma cisterna...desesperado ou vivenciando um período de paz...
Sabendo exatamente o que fazer ou em um turbilhão de dúvidas...No deserto ou no monte...
JESUS CRISTO sempre está presente...sempre está perto...

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Quando seremos capazes de perceber???

Nossas obras não são o motivo da nossa salvação. As bençãos que recebemos não são reflexo de nossa bondade ou recompensa por nossos bons atos.
Algumas vezes, pessoas confundem tanto graça com merecimento ao ponto de achar que deveriam receber o que almejam por (na visão delas) serem boas. Nessas condições nossa visão e nosso entendimento estão limitados...
Não estamos conseguindo visualizar que Deus nos abençoa por sua bondade e não por nossos próprios méritos.
Até quando nossos olhos não enxergarão que tudo, absolutamente tudo, vem de Deus???
Não somos nada sem ELE. CRISTO é tudo em todos...
Segundo "Spurgeon" é o que CRISTO é e o que ELE fez que dá descanso a nossa alma e não o que somos ou o que fizemos.
As bençãos que recebemos são fruto do grande amor de Deus e da sua maravilhosa graça que nos alcança,  mesmo sem merecermos.
Amado irmão, quando seus planos parecerem frustrados ou seus sonhos distantes, lembre-se que tudo está no controle do SEU Deus. ELE dá a quem quer e quando quer. Não deixe que sua dependência no Senhor seja abalada pelo orgulho. Agradeça a ELE pelo que já tem alcançado e aguarde confiante até que o esperado chegue em suas mãos. Deus exalta os abatidos e abate os exaltados. Não perca a humildade, nem a visão da Supremacia de Deus. Tenha sempre em mente sua pequenez em relação a ELE.
Tudo acontecerá no tempo determinado. Confie no SEU Deus...ELE fará o impossível pra te abençoar!
Pense nisso!
Que Deus te abençoe!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

O melhor presente...

Qual será a melhor forma para alegrarmos o coração das pessoas que amamos?
Será que presentes caros podem demonstrar o tamanho do amor que sentimos?
Para algumas pessoas talvez sim...porém na maioria dos casos, isso não é o bastante! Corremos de um lado para o outro, trabalhando, nos esforçando para alcançar o dinheiro necessário afim de proporcionarmos conforto aos nossos amados. Mas será que isso é o mais importante na opinião deles? Compramos presentes, gastamos dinheiro, depois trabalhamos incansavelmente para conseguir mais, e de fato o conseguimos. Sem percebermos, nos ocupamos tanto com isso que esquecemos de separar uma parte do nosso tempo para compartilharmos com as pessoas que amamos. Rick Warren afirmou que "O tempo é sua dádiva mais importante, pois você só recebeu uma quantidade fixa dele. Você pode fazer mais dinheiro, mas não pode fazer mais tempo." Não podemos recuperar o tempo que vivemos ontem, ele passou, não volta mais...o que nos resta é esse minuto de vida em diante...
Rick ainda diz mais: "Quando você dedica seu tempo a alguém, você está dedicando uma porção de sua vida que jamais irá recuperar. O seu tempo é a sua vida. E a importância das coisas pode ser medida  pelo tempo que estamos dispostos a investir nelas."
Algumas pessoas passam a vida inteira gastando seu tempo com coisas que acreditam ser importantes e esquecem de gastá-lo com pessoas que são importantes. É isso que quem ama deseja.
Com Deus não é diferente..o desejo de Seu coração é que gastemos parte do nosso tempo com ELE.
Seja em oração (participando-O de nossa vida e mantendo vivo o vínculo do amor), seja meditando na sua palavra (pois isso demosntra que nos importamos com o que ELE pensa), ou seja falando sobre quem ELE é, e o que ELE fez para as pessoas que não o conhecem (reafirmando nosso compromisso com a sua obra).
Compartilhe mais seu tempo com as pessoas que você ama, e não esqueça da mais importante "JESUS CRISTO", pois o amor DELE é imcomparável.
O mais desejado presente de amor não são coisas palpáveis e sim "atenção concentrada", isso se dá quando você dispensa os seus olhos, seus ouvidos, sua presença, seu interesse - SEU TEMPO!
Divida seu tempo, gaste-o com o que for necessário para sua subsistência (pois precisamos trabalhar, estudar..enfim são tantos afazeres), mas não esqueça de separar uma parte dele para o mais importante: "demonstrar seu amor".
" O MAIOR PRESENTE QUE VOCÊ PODE DAR A ALGUÉM É SEU TEMPO"
Nunca esqueça disso...

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Salmos 39

1 Disse eu: Guardarei os meus caminhos para não pecar com a minha língua; guardarei a minha boca com uma mordaça, enquanto o ímpio estiver diante de mim.
2 Com silêncio fiquei qual um mudo; calava-me mesmo acerca do bem; mas a minha dor se agravou.
3 Incendeu-se dentro de mim o meu coração; enquanto eu meditava acendeu-se o fogo; então com a minha língua, dizendo;
4 Faze-me conhecer, ó Senhor, o meu fim, e qual a medida dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou.
5 Eis que mediste os meus dias a palmos; o tempo da minha vida é como que nada diante de ti. Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade.
6 Na verdade, todo homem anda qual uma sombra; na verdade, em vão se inquieta, amontoa riquezas, e não sabe quem as levará.
7 Agora, pois, Senhor, que espero eu? a minha esperança está em ti.
8 Livra-me de todas as minhas transgressões; não me faças o opróbrio do insensato.
9 Emudecido estou, não abro a minha boca; porquanto TU o fizeste.
10 Tira de sobre mim o teu flagelo; estou desfalecido pelo golpe da tua mão.
11 Quando com repreensões castigas o homem por causa da iniqüidade, destróis, como traça, o que ele tem de precioso; na verdade todo homem é vaidade.
12 Ouve, Senhor, a minha oração, e inclina os teus ouvidos ao meu clamor; não te cales perante as minhas lágrimas, porque sou para contigo como um estranho, um peregrino como todos os meus pais.
13 Poupa-me, até que eu tome alento, antes que me vá e não exista mais.



Enquanto se espera por algo, necessário é que se tome muito cuidado com um pequeno membro capaz de fazer estragos irreparáveis: a língua.
Se não a refrearmos, certamente pecaremos contra o Senhor através da murmuração. Fatores tais como: tempo de espera e circunstâncias, exercem influencia sobre a natureza humana que passa a revelar uma forte tendência a revolta e murmuração. Precisamos colocar uma “mordaça” em nossa boca e esperar, seja qual for o tempo que o Senhor quer que esperemos.
Quando conhecemos a medida de nossos dias e quão frágeis somos, passamos a depositar nossa esperança não em coisas corruptíveis, as quais não poderemos levar conosco quando chegar a hora de partirmos. Isso não quer dizer que não devamos desejar coisas boas aqui, não é o que diz a palavra de Deus. Ela nos revela que o Senhor nos ama e quer que tenhamos o melhor desta terra.
Mas precisamos ter uma escala de valores.
Nosso coração deve priorizar e almejar com todas as forças uma comunhão e um relacionamento íntimo com DEUS através de JESUS CRISTO. Isso certamente fará toda a diferença em nossa existência.
Quando visualizamos nossa fragilidade, passamos a esperar no Senhor, pois o tempo aqui é nada comparado com a eternidade. Sem Jesus, e sem esperar NELE, o que nos aguardará quando nosso tempo aqui findar?

Pense nisso!!!

Que JESUS abençoe sua vida.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Enquanto espero...

"Enquanto espero, sigo caminhando...
Sigo em frente, embora seja doloroso..."
Como é possível caminhar enquanto se espera? Confiando...perseverando...acreditando...
Quando estamos convictos da firmeza do caráter da pessoa na qual depositamos nossa confiança!
Perseverar, segundo o dicionário Priberam significa: "Conservar-se fime, constante (num sentimento, numa resolução), Continuar, persistir numa opinião".
Conservo-me firme, pois eu sei em quem tenho crido e sei que ELE é poderoso pra fazer muito além daquilo que espero.
Uma definição precisa de "confiar", é: "entregar (algo) a alguém sem receio de perder ou de sofrer dano".
Confio plenamente no caráter da pessoa na qual depositei minha confiança. ELE não muda, o que determinou fazer, certamente fará.
Meus olhos não estão focados no tempo de espera, mas sim  NAQUELE que me dará tudo o que estou esperando.
Meu amor independe do que ELE pode me dar, porque o amo pelo que ELE é. Por isso aguardo confiantemente. A dor é suportável, quando se ama e confia. Fico a imaginar... Como Calebe foi capaz de esperar 45 anos para receber o cumprimento da promessa? (Josué 14:7 e 10) E a resposta vem rapidamente...
Porque ele confiava NAQUELE que prometeu. Seu coração tinha certeza de que ELE cumpriria o que havia prometido!!! Uma das definições de "certeza" pelo Priberam é "adesão absoluta e voluntária do espírito a um fato, uma opinião". Estou confiando em ti JESUS...com toda a minha alma! Eu sei quem TU és. "Vou seguir em frente com ousadia e confiança, dando cada passo em obediência...só sei que enquanto espero...eu o Seguirei...enquanto espero eu TE adorarei Senhor!"

segunda-feira, 29 de março de 2010

Uma importante decisão!

O ciclo humano tem início a partir do momento de sua concepção e estende-se ao longo de sua vida. Deus nos formou dotados de inteligência, sentimentos e poder de decisão. Durante todas as fases da vida somos instigados a tomar decisões. Decidimos sobre várias coisas, dentre elas: gostos, opiniões, relacionamentos. A medida em que ocorre nosso crescimento, passamos a ter sonhos, começamos a traçar planos e objetivos. Então chega a hora... hora essa em que optamos por constituir uma família. Serão dois que se juntarão para formar uma só carne, e não serem mais dois e sim um. Não é uma decisão fácil para quem compreende a seriedade desse ato. Hoje o que vemos é uma sucessão de separações, lares despedaçados, corações feridos e famílias destruídas.
Então nos questionamos, como devemos agir para que não aconteça o mesmo conosco? Eu acredito que quando as pessoas tomam essa decisão, não a tomam para desfazer depois. Mas por que então existem tantas separações? Estive lendo um livro escrito pelo Pr Silas Malafaia que me ajudou a entender alguns dos motivos que levam um casamento ao fracasso. Tentei sintetizar o texto, embora o assunto seja de grande relevância. Seguem abaixo algumas de suas considerações:

Tópicos extraídos do livro “12 Principais motivos que levam o casamento ao fracasso” escrito pelo Pr “Silas Malafaia”.

“A família é a matriz social, a mais importante agência socializadora, que transfere para os filhos a herança biológica, psicológica, cultural e espiritual dos pais. A família é um projeto de Deus e alvo de seu amor. É nela que o ser humano aprende a amar e a relacionar-se consigo mesmo e com o outro. O início de uma nova família dá-se através do casamento.” Com base nessa realidade, é importante para o casal edificar um relacionamento profundo, harmônico, saudável e verdadeiro, com base na sólida e imutável palavra de Deus.
Existem vários motivos que levam um casamento ao fracasso mas dentre eles, destacamos 12, por considera-los mais graves e freqüentes, causando desgastes irreparáveis ao relacionamento conjugal e familiar.
*FALTA DE AMORPodemos definir o casamento como a união voluntária e estável de um homem com uma mulher, nas condições sancionadas pelo direito, de modo que se estabeleça uma família legítima; o vínculo conjugal entre um homem e uma mulher, para o qual se pressupõe haver uma convivência harmoniosa, respeito, diálogo, objetivos comuns entre as partes aliançadas. Biblicamente, o casamento é a união entre um homem e uma mulher maduros, que deixaram emocional e geograficamente os pais, para serem uma só carne e formar uma nova família, conforme a determinação de Deus em (Gênesis 2:24), ratificada por JESUS em (Mateus 19:5).
O amor é a essência de Deus e a base de todos os relacionamentos saudáveis, profundos e verdadeiros. Quando falamos de amor, não estamos referindo-nos meramente a um sentimento de bem-estar e bem-querer ao outro em relação ao qual temos empatia e simpatia, e sim algo profundo, enraizado em Deus e eterno como ELE. Estamos referindo-nos ao amor Ágape, descrito em (1 Corintios 13:4-7); um amor que nos faz ser benignos, misericordiosos, verdadeiros, e NÃO invejosos, murmuradores, facciosos, injustos; um amor que nos permite tratar o outro com carinho, consideração, respeito, longanimidade, e NÃO com leviandade, soberba, indecência, egoísmo, irritação; um amor que tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. É precisamente esse amor Divino, somado ao amor Eros , o amor conjugal, que mantém um casamento saudável, harmônico e feliz. Só o amor Ágape , nos faz ser altruístas, tolerantes e abnegados; buscar não o nosso interesse, mas o interesse e o bem-estar do outro; ter paz, equilíbrio e vencer as crises.
Se você deseja um casamento sólido, duradouro e feliz, cultive e demonstre o amor não apenas com palavras, mas com atitudes que atestem a veracidade do seu sentimento e compromisso com Deus e com quem você fez aliança, prometendo amar incondicionalmente.* FALTA DE COMPATIBILIDADE
Compatibilidade é a capacidade de pessoas ou grupos de pessoas de unir-se e funcionar em conjunto, promovendo o bem e o crescimento mútuo. Ser compatível com alguém é ter objetivos comuns e cooperar com esse outro em prol desses objetivos, para o bem comum.
“Daí a exortação de Paulo a que não nos prendamos a um jugo desigual em (2 Corintios 6:14-16). Deus nos aconselha a não aceitar um jugo desigual porque o peso do injusto recairá sobre o justo; ambos se estranharão e não conseguirão chegar a um lugar comum. “Andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” (Amós 3:3)
Em outras palavras, biblicamente falta de compatibilidade é o conflito de interesses e propósitos, e não meras diferenças de personalidade e de opinião.
A palavra chave para definir incompatibilidade de gênios é o Egoísmo. O problema é que muitas pessoas casam para ser felizes, e não porque são felizes e querem fazer feliz a quem amam; assim, a maioria acaba decepcionada. “O amor não busca seus próprios interesses” (1 Corintios 13:5).
Quando há amor genuíno, os cônjuges prezam um ao outro, naturalmente cedem em favor do outro, toleram e superam suas diferenças, perdoam as faltas e seguem em frente, porque entendem que melhor é serem dois do que um, porque tem melhor paga do seu trabalho. Porque, se um cair, o outro levanta o seu companheiro [...] ;se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará? E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão... (Eclesiastes 4:9-12).
Eles caminham juntos, amadurecem emocionalmente e crescem em todas as áreas; afinal, não se acham superior ao outro; antes, sabem que são diferentes um do outro, e usam essa diferença a seu favor. Isto quando o homem e a mulher são emocionalmente maduros para compreender que não se casaram com um espelho, que refletirá a imagem narcísica deles, nem com a sua mãe ou seu pai, que continuará a adivinhar e a fazer todas as suas vontades. Ambos os cônjuges precisam conhecer os pontos fortes e os fracos um do outro, ser pacientes, humildes, generosos e estar dispostos a ceder, a fim de preservar o bom relacionamento. Até porque, quando apenas um cede, há desequilíbrio emocional, que posteriormente pode levar a união à ruína.
*FALTA DE COMUNICAÇÃOA falta de diálogo, de comunicação entre os cônjuges, devido ao excesso de trabalho, as divergências em casa ou simplesmente porque os cônjuges não criaram o hábito de dialogar, compartilhando seus sentimentos, sonhos, sua vontades e predileções um com o outro é um sério problema. Assim muitos mal-entendidos vão acontecendo, a distancia entre os dois vai aumentando e o amor vai esfriando, podendo por fim ao casamento.
Quem se comunica tem o poder de transformar, influenciar, convencer, comover, sensibilizar, esclarecer e marcar sua presença no mundo. Mas como alguém conseguirá sensibilizar, comover e convencer seu cônjuge, se não dialogar com ele?
Abra o coração para ouvir o outro e aprenda a compartilhar o que pensa, sente e deseja com ele, com sinceridade e na hora certa, pois como nos ensina a Palavra de Deus, “como maças de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo” (Provérbios 25:11)
Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com seus feitos. (Colossenses 3:9)
Quando um relacionamento encontra mentiras e/ou omissão sobre coisas essenciais, ele é minado com a desconfiança. A mentira fere, desnuda e afasta.
A verdade é um dos atributos de Deus e uma das bases que sustenta o seu Reino; é também uma arma espiritual importantíssima a ser usada com sabedoria pelo cristão.
* VIOLENCIA VERBAL E FISICAHá casais que além de não dialogarem; só se falam para provocar e agredir um ao outro com palavras hostis e depreciativas que, por vezes, descambam em agressão física também.
E depois de ultrapassado esse limite, dificilmente um cônjuge terá respeito pelo outro e confiança para abrir seu coração. As nossas palavras podem destruir ou construir um relacionamento. Nos momentos de nervosismo, os cônjuges devem lembrar-se que a resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira. (Provérbios 15:1)
Marido e mulher devem ter grande cuidado com o que falam durante uma discussão, pois uma única palavra pronunciada de forma errada pode magoar o coração de quem tanto amam, criar uma barreira e afasta-lo para sempre. Palavras impensadas causam traumas. Se há mágoa ou algum mal-entendido, não durma sem conversar com seu cônjuge a respeito. Não espere muito tempo para resolver problemas conjugais, pois pode ser tarde demais.
*FALTA DE INTIMIDADEA expressão uma só carne faz referencia a união sexual, a geração de filhos, a intimidade espiritual e emocional, a demonstração de respeito mútuo. Além disso, na união conjugal, o caráter de deus é manifestado pela submissão mútua dos cônjuges em amor.
1- O marido deve ser benevolente com a mulherOs dois devem se satisfazer sexualmente.
2 - Os cônjuges não podem vedar seu corpo um ao outroO corpo da mulher pertence ao marido, e o corpo do marido pertence a mulher. (1 Corintios 7:4)
3 - A sexualidade não deve ser suprimida na vida do casalNão vos defraudeis um ao outro, senão por consentimento mútuo, por algum tempo, para vos aplicardes a oração; e depois, ajuntai-vos outra vez, para que Satanás vos não tente pela vossa incontinência. (1 Corintios 7:5) Abstinência pode ser feita, mas não por muito tempo e nunca sem o consentimento dos dois.
4 - Ninguém pode ditar regras na intimidade do casal além dele próprio.
Somente os cônjuges podem decidir o que pode ser feito na intimidade do casal.
A bíblia nos diz que o leito deve ser sem mácula, ou seja, um leito onde haja fidelidade e a única condição imposta por Deus para a relação sexual é o compromisso do casamento heterossexual e monogâmico.
5 - A mulher tem preferência na relação íntima.
Em (1 Pedro 3:7), o apóstolo diz que a mulher tem preferência na relação intima, recebendo honra como vaso mais fraco. Esse princípio é enfatizado para que o homem não use de violência e diga a esposa: “Eu quero fazer isso com você; se não concordar, vou fazer a força, porque seu corpo me pertence”. Por isso Deus sabiamente estabeleceu um limite, dando preferência a mulher, e não ao homem, durante a relação sexual.* A INFIDELIDADE
O adultério é tão abominável aos olhos de Deus que, em toda a bíblia, há severos juízos para quem cometo este ato pecaminoso. No Antigo Testamento, o adúltero era punido com a morte (Levítico 20:10; Deuteronômio 22:22). No Novo, Jesus oferece perdão aos adúlteros arrependidos, advertindo-os a não cometerem mais tal pecado. (João 8:3-11)
Se você ainda não casou, ore, consagre sua vida, busque a vontade do Senhor. Não se precipite em tomar decisões carnais, deixando-se influenciar apenas pela beleza física, pelos talentos ou pela riqueza de alguém na hora de escolher seu cônjuge, para depois não se arrepender e tentar desfazer a união por falta de amor ou de compatibilidade. Se você é casado e está passando por problemas com seu cônjuge, não desista de lutar por seu matrimônio nem ceda as tentações que o cercam.
*INVERSÃO DE PAPÉISDe um modo geral, podemos afirmar que o homem é mais lógico e racional do que a mulher.
O papel social designado por Deus para o homem em (Gênesis 2:15), é o de proteger, prover e liderar. O Senhor o capacitou para lavrar, cuidar e proteger o jardim do Éden. Todas as regras foram dadas a ele por Deus. Por isso, após a queda, o Senhor não cobrou essa responsabilidade da mulher. Quando Adão e Eva desobedeceram a ordem de Deus, Deus dirigiu primeiro a palavra ao homem (Gênesis 3:9), pois pesava sobre este a responsabilidade de desempenhar bem seu papel como líder, protetor e provedor do jardim.
Assim até hoje quando o homem não cumpre suas atribuições, transferindo para a esposa a responsabilidade dele como líder e provedor, enfrenta problemas em casa.
Biblicamente falando, compete a mulher ser adjuntora, ou seja, auxiliar na proteção, na provisão e na liderança do lar. A mulher foi criada com intuição e sensibilidade mais aguçadas que as do homem, para equilibrar os relacionamentos familiares, agindo como uma sábia mediadora, trazendo equilíbrio e harmonia ao lar. Por isso em (Provérbios 14:1) é dito que toda mulher sábia edifica a sua casa. A mulher edifica a casa, mas compete ao homem fornecer o material para sua edificação. O esposo coopera com ela.
A lei da reciprocidade é impressionante e precisa ser observada no casamento. O homem não deve aproveitar-se de sua função de provedor, protetor e cabeça da família para “pisar” a mulher. Em vez disso, precisa reconhecer a sensibilidade feminina e conquistar sua esposa com amor. A mulher vai refletir e dar aquilo que recebe. Se ela receber carinho, se for elogiada, valorizada, devolverá da mesma forma ao marido.
*INDEPENDENCIA TOTAL DOS CONJUGES
A partir do momento que se opta pelo casamento não existe mais “meu” ou “seu”, existe o “nosso”. Quem não quer dar satisfações de onde vai, com quem vai, ou a que horas retorna ao seu cônjuge deveria ter permanecido solteiro, pois a vida a dois exige satisfações e decisões em comum acordo com o cônjuge. Se não houver isso, entra a desconfiança, minando o relacionamento e contribuindo para o fracasso do casamento.
*A MÁ ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA
O descontrole das finanças é outro problema que tem levado muitos casamentos a crise e a dissolução, pois sempre querem saber de quem é a culpa. É algo que o casal deve tomar cuidado. Deus criou a mulher com estrutura emocional diferente da do homem, para que ela se sinta protegida e segura ao lado dele.
* O DESRESPEITO E AS INTERFERÊNCIAS EXTERNAS
O desrespeito ocorre quando os cônjuges não acatam os direitos de cada um ou não consideram e criticam a opinião um do outro. E as interferências externas, normalmente, acontecem quando um pai, mãe, familiar ou um amigo dos cônjuges quer intrometer-se em assuntos que dizem respeito apenas ao casal. O desrespeito dentro de casa começa quando um diz: “não quero” e outro insiste: “mas eu quero e vai ser assim”. Se o cônjuge não gosta de um tipo de alimento, filme, passeio, não queira impor-lhe isso, pois o direito e a opinião dele precisam ser considerados e respeitados, afim de que os seus também sejam e a união conjugal não seja prejudicada. Se tentar impor seus gostos e pontos de vista, estará demonstrando desrespeito pela opinião do outro e comprometendo a sua harmonia conjugal.
*A PREFERÊNCIA POR UM DOS FILHOSQuando existe preferência por um dos filhos, normalmente um dos pais diz não para tudo que o filho faz, enquanto o outro diz sim. Os cônjuges começam a discutir, alegando que um está tirando a autoridade do outro. Em vez de discutir na frente dos filhos o casal deve procurar a melhor maneira de educa-los criando-os no temor do Senhor e evitando problemas. Existem pais que tratam os filhos de forma tão diferenciada, que nem se importam em deixar transparecer isso, ignorando que os filhos sofrem muito quando percebem que o pai prefere um filho, a mãe outro, passando a nutrir sentimentos de menos valia, ódio, rancor, vingança, que podem desembocar em dissimulação, mentiras, incapacidade de expressar amor, predisposição ao isolamento, fuga da realidade, amizades com pessoas perigosas, uso de álcool e drogas. Isso acontece porque os filhos passam a abrigar sentimentos e rejeição e injustiça, que deixarão marcas terríveis em sua personalidade ainda em formação.
*NÃO PRIORIZAR DEUS E AS COISAS ESPIRITUAISOutro fator que tem levado muitos casamentos ao fracasso é o casal não priorizar Deus e as coisas espirituais, permitindo que o mundo dite os padrões e valores que regem sua vida conjugal e familiar. No (Salmo 127:1) diz: “Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam”. Se Deus sair de nossa rotina, não conseguiremos superar os inúmeros desafios da vida e do casamento. Só Deus pode edificar nossa casa. Para que ela seja um pedacinho do céu e um lugar de felicidade, benção e harmonia, temos de dar ao Senhor o primeiro lugar em nosso coração.
Não faça do divórcio um atalho para tentar fugir dos problemas. O divórcio é uma ruptura violenta e dolorosa entre duas pessoas que viviam como uma só carne; ruptura que traz um trauma terrível aos separados e aos filhos. Faça de Deus a prioridade em sua vida, em seus relacionamentos, em seu lar.
Que o Senhor abençoe sua casa e seu casamento! Que este motive outros a casarem-se e sirva de referencial para muitos! Que seu lar seja um pedacinho do céu! Que seus filhos sejam saudáveis, obedientes e felizes, e a sua geração seja poderosa nesta terra, em nome de Jesus!