segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Nos Domínios da Fé

Sem fé é impossível agradar a Deus. (Hebreus 11:6)
Diante dessa afirmação todo aquele que declara ser cristão precisa manifestar a fé, seja em ações, palavras, como também na  forma de se comportar diante das mais diversas situações. Para obter experiências profundas com Deus, o cristão deve adentrar nos domínios da fé. A bíblia também nos afirma: Deus é Espírito (João 4:24). Assim como não é possível visualizar o vento, embora pode-se confirmar sua existência quando está em contato com o corpo, igualmente acontece com Deus. Não se pode vê-LO com os olhos naturais, mas é possível contemplá-lo com os olhos da fé, quando seu toque alcança o recôndito da alma. Tudo muda quando enxergamos através dos olhos da fé. As atitudes tomadas passam a ser baseadas  em algo que a visão humana não é capaz de alcançar.
A vida não se resume apenas ao que é visível, mas possui uma dimensão que ultrapassa a percepção natural. É através da fé que se adentra no mundo espiritual, onde é possível cooperar com Deus na obra de Deus (1 Cor 3:9). O amado escritor Emílio Conde citou alguns exemplos do que acontece quando se adentra “Nos Domínios da Fé”. Segue abaixo algumas de suas considerações:

Nos Domínios da Fé – Emílio Conde

É loucura alguém pretender o céu sem se identificar com Cristo e seu Evangelho aqui na terra.

Só adentraremos no céu se estivermos em Cristo e Cristo estiver em nós. Mas enquanto não chega o momento de partirmos para a maravilhosa pátria celestial vivemos aqui na terra sobre a mira de três olhares. Eles têm interesse na atitude que assumimos, no trabalho que realizamos, no testemunho que oferecemos, na dedicação que professamos ou no descuido a que nos atiramos.

Satanás acompanha de perto a nossa atividade como cristãos zelosos, também conhece se nós apenas confessamos Cristo com os lábios e o negamos com as ações, alegra-se se o nosso cristianismo for apenas nominal, se nos envergonhamos de confessar o nome de Jesus publicamente e se a nossa conduta como cristão não puder ser exposta à luz do dia. Satanás é um dos que não perde o cristão de vista, nem cessa de tecer laços que embaracem, prendam e derrubem o crente.

O mundo é outro interessado que mira o crente a seu modo, sabendo dizer em publico qual a nossa conduta. Muitas vezes, quando vacilamos, ele é o primeiro a apontar-nos as faltas e a lançar-nos em face a nossa fraqueza, hipocrisia ou falta de coragem. O mundo não teme quando andamos desordenadamente, com um pé no caminho largo e outro na vereda da vida, mas teme se nossa vida, pregar a graça, se a nossa conduta mostrar que Cristo vive. Se alguém consentir nas ações do mundo e se conformar com suas obras e delas participar, pensando que assim lhes agrada, armará com isso, um laço para sua alma, porque mais tarde ou mais cedo o mundo o condenará, apontando-lhe a sua fraqueza e covardia.

Há ainda um terceiro que nos mira e que toma grande e especial interesse por nossas vidas, é JESUS, o Filho de Deus, e seu olhar, longe de condenar, desencorajar ou amedrontar, enche de esperança, á vida e paz, e anima na jornada até os domínios da fé.

Se o mundo e Satanás nos olham, se nos cercam e nos tentam, se nos atacam e acusam, vede que o Deus Forte, também nos segue e nos contempla, esperando que a nossa decisão seja digna de um cristão, e que nossa atitude seja repetição dos fatos e triunfos dos heróis da fé. Qual será nossa atitude ante os três que nos miram? A nossa atitude como cristão pode preparar o caminho para os homens verem Jesus, mas também pode fechar a porta da graça.

Existem também pessoas que não querem entrar nos domínios da fé e vivem suas vidas fugindo de Deus. Isso é a tragédia das almas que o pecado acorrentou e cegou para não verem que Deus está presente em toda a parte.

Fogem sem saber que o mundo em que vivem não lhes pertence, bem como o tempo que dissipam em loucuras está nas mãos de Jeová. O ar que respiram é um favor que o Senhor concede e a saúde que gozam é um dom do Pai Celestial.

O dia vem, quando a corrida da morte terminará, tereis então que comparecer ante o tribunal de Cristo, quer vos desgoste ou vos desagrade. É uma lei inflexível que Deus estabeleceu que depois da morte segue-se o juízo, do qual ninguém escapará. Não fuja de Deus, seu olhos estão em toda a parte.

O cristianismo não é simples teoria ou forma de doutrina. Os ensinos de Jesus são espírito e vida. O sentido da vida é ação, portanto a vida cristã é experiência e realidade, é benção ao alcance daqueles que na vida têm um propósito de ser úteis a Deus e ao próximo. Se quiseres fazer bem a ti mesmo, fá-lo na pessoa dos que mais necessitam ser socorridos. Se notares que uma alma necessita de uma palavra de conforto para chegar a Jesus e ser salva, acerca-te dela com oração e cheio de amor, aponta-lhe Cristo e o Calvário, o céu e o Pai que a espera ansioso por ajudá-la. Fazendo bem aos outros as bênçãos multiplicar-se-ão sobre ti.

Nem todos teremos os mesmo problemas a resolver. As experiências não serão iguais, mas todos nós estamos em contato com o próximo e desse contato decorrem inúmeras oportunidades de servir a outros e fazer bem a nós mesmos. Não espere que outros façam o que está ao teu alcance fazer.
Tudo o que existe prova a existência e sabedoria de Deus. As coisas naturais aos olhos dos homens declaram a majestade do Deus Todo poderoso. Veja exemplos de que o universo não é obra do acaso e de que tudo somente poderia existir com tamanha precisão e perfeição porque foi minuciosamente planejado pela infinita sabedoria do Criador.

A terra gira sobre seu eixo o equivalente a mil e seiscentos quilômetros por hora, porém se apenas girasse á razão de cento e sessenta quilômetros, os dias e as noites seriam dez vezes mais longos do que são. Em virtude de os dias e as noites serem tão longos, o sol crestaria toda a vegetação, e a geada terminaria o extermínio do que escapasse do sol. Considerando tais maravilhas que continuam obedecendo a uma lei inflexível, durantes anos, séculos e milênios, concordareis que tais manifestações sábias e perfeitas não foram obra do acaso, nem surgiram inesperadamente, mas são obras de Deus que revelam a sua grandeza, sabedoria, bondade e soberania, pondo a terra precisamente a distância necessária para que o sol nos aqueça tão somente o necessário.

Se acrescentarmos ainda que a inclinação do eixo da terra sobre o plano da órbita numa seqüência de 23 graus, é causa determinante das estações do ano, evitando assim, que se formem continentes de gelo nos pólos de conseqüências catastróficas para a Terra. O homem sensato não pode crer no acaso.

Deus, o Nosso Deus, foi quem determinou ao mar até aqui e não mais além, e a terra ordenou que girasse no ritmo prévia e sabiamente estabelecido. A terra, mais obediente que o homem, não se afastou dos planos e da ordem que recebeu do Criador. A terra não reclama, não mente, não blasfema, não se mostra arrogante, mas obedece, e na obediência resplende a Glória de Deus.

Se a Lua estivesse a apenas 75 mil quilômetros da terra, em vez de estar à distância em que se encontra, as marés seriam choques tremendos contra a terra e os continentes seriam tragados pelo mar. Porém quem estabeleceu ordens para a terra cumprir, também ordenou à Lua que se conservasse onde está. A lua como a terra, declara a glória de Deus numa obediência imutável de dias, meses, anos, séculos e milênios, num testemunho de fidelidade para com Deus, que o homem não foi capaz de conservar.

A vida não é obra do acaso, é sim, o labor de inimitável artífice, é a concepção e a glorificação de Deus que a criou. Deus, o nosso Deus, é o Autor da Vida e consumador da Fé.

A razão indica a fé, a fé enche o coração da graça, a graça vem de Deus e Deus é suficiente para nos iluminar e conduzir pelas veredas da justiça que conduzem ao céu.

A matéria não pode revelar mais que a alma pode crer, e o espírito alcançar, ao transpor a outra margem do Rio da Vida e entrar na posse da herança eterna.
De posse dessas informações, ainda encontramos um inimigo que nos inquieta, a Morte. Porém, existem conforto e consolo para os que adentram os domínios da fé. Existe um lugar onde a morte não pode ferir a alma. Qual é o lugar onde a morte não pode ferir a alma?

Onde está a morte ou em que lugar ela se esconde?

A resposta a esta pergunta varia segundo a posição e de acordo com a profissão da pessoa a quem ela é feita.
Para o médico a morte está presente nos exércitos de bactérias que ameaçam continuamente a vida dos tecidos do corpo humano. Uma infecção grave é a morte rondando ameaçadora.
O aviador vê a morte num desarranjo do motor ou na falta de um parafuso que determina a queda do aparelho.
O militar percebe a morte oculta dentro de uma granada ou em uma bala, onde para ele a morte avança em cada estilhaço que voa.
O químico vê a morte no veneno concentrado que a arte de combinar drogas produz.
O turista e o alpinista apenas se lembram que a morte os espreita nos abismos e desfiladeiros que atravessam e cruzam em suas viagens.
Tudo o que está ai, representa apenas parte da resposta à pergunta onde está a morte física, porém a pergunta tem um alcance muito mais extenso e diz respeito à morte espiritual, muito mais importante do que a morte da matéria.

A morte está no mau uso da vida que deveria estar a serviço e Deus e dos homens. Se a nossa conduta não produzir vida, trará em si a morte em cada ato mal orientado. Ela poderá se manifestar também num acesso de ódio do teu coração.

Só há um lugar onde a morte não está. Esse lugar é o céu e conseqüentemente, aqueles que estão escondidos com Cristo em Deus, os quais não provarão o aguilhão desse monstro que tudo devora. O corpo pode tombar vítima das conseqüências do pecado, porém a alma redimida pelo sangue do Cordeiro passa incólume pelos laços dessa intrusa que está em toda a parte, menos nos domínios da fé.

Nos domínios da fé somos capazes de perceber que estamos aqui na Terra de passagem e que fomos alistados para uma Batalha.Os cristãos são soldados do Senhor, e como soldados precisam lutar pra viver.Estão em pleno campo de luta espiritual, onde se fere a gigantesca batalha entre as forças do mal e os exércitos do Senhor, e a única alternativa é lutar a tempo e fora de tempo para alcançar a coroa da vida.

Lutem para viver como cristãos dignos da vocação que recebestes. Temos vários exemplos de guerreiros que não temeram e proclamaram a sua fé ante as ameaças dos poderes apóstatas.
Ao tempo da Reforma, quando um gesto ou uma palavra a favor do verdadeiro cristianismo representava ser encarcerado, condenado a morte, desterrado, ou ser destituído dos cargos de confiança, Deus teve testemunhas que não dobraram seus joelhos ante a ameaça do inimigo.
Entre os muitos casos em que a fé agigantou-se, brilhou e ateou fogo aos corações citemos o exemplo de alguns Príncipes:
No tempo em que o Imperador Carlos V dominava a Alemanha ele era temido e obedecido por todos.
Vários Príncipes alemães haviam abraçado a Reforma, creram na pureza do Evangelho e na suficiência de Cristo como Salvador. Isso não agradava o imperador. Certo dia o imperador recebeu os Príncipes protestantes numa conferência particular e pediu-lhes que impusessem silêncio aos capelães evangélicos que celebravam cultos públicos. Dentre os príncipes, levantou-se o velho Mal-grave de Brandenburg que avançou alguns passos para o imperador, e num gesto que denotava disposição e energia, levou as mãos ao pescoço e inclinando-se disse: “Era mais fácil a minha cabeça rolar aos pés de Vossa majestade do que eu privar-me da Palavra de Deus e negar a meu Senhor”.
Conclui quanta coragem o Espírito Santo dá ao coração que se dispõe a lutar pelo céu. Homens dessa tempera que amam a Deus mais do que a própria vida, que não se acomodam ante os interesses nem se acobardam diante dos poderosos são os que lutam e vencem.
Outro Príncipe contemporâneo da Reforma, o Eleitor da Saxônia, o qual abraçou a fé em Jesus Cristo, foi aconselhado a não assinar a Confissão, para evitar atritos e desgostos aos amigos. Porém o nobre Príncipe foi nobre também na resposta, quando afirmou: “Estou disposto a fazer o que for justo, sem me importar com a minha coroa. Estou decidido a adorar, a honrar e a servir ao Senhor. Para mim, o Senhor vale mais do que todas as coroas da Europa. Deixarei atrás de mim, talvez, ondas de minha humanidade, porém uma coisa é certa: A graça de JESUS CRISTO me levará ao céu”. E termina da seguinte forma: “Vou assinar este documento na presença dos representantes o império. Se meu Deus requer isto de mim, estou disposto a deixar tudo para alcançar uma coroa imortal. Renunciaria a meus súditos e perderia meu Estado, preferia ganhar a vida limpando sapatos de estranhos a deixar de assinar este documento que contém os fundamentos da salvação para todos”.
Quando a vida espiritual está em contato com Deus e luta com Deus e para Deus, não há inimigos fortes.
Na França, na noite de São Bartolomeu, foram massacrados somente em Paris, cerca de 70 mil protestantes. Quando a conspiração havia alcançado o clímax, sendo já público e notório que o povo de Deus estava à mercê e um governo de homens ímpios, o Almirante Coligny, líder dos protestantes, foi convidado a ir a Corte.
Seus amigos rogaram-lhe que não fosse, pois ir equivalia a entregar-se às mãos dos inimigos. Mas Coligny tinha consigo o Deus Todo Poderoso e assim respondeu: “Prefiro morrer mil vezes a por uma indevida solicitude de minha vida, dar ocasião a que se avente uma suspeita em todo o Reino”.
Há um grande mistério na vida dos lírios que crescem no charco e elevam-se nos monturos sem comprometerem sua beleza e sem mancharem sua alvura, assim como há também um mistério na vida daqueles que tirados do charco moral, refletem em sua vida a beleza de Cristo e a alvura de Deus, após aceitarem o Evangelho.
O homem salvo por Cristo tal como o lírio na campina ou na estufa, na planície ou no charco, conserva a alvura da santificação que glorifica a quem os lírios criou. Os cristãos não são do mundo, vivem no mundo, mas o mundo não vive neles.
A missão do cristão é brilhar e ser uma inspiração para o mundo, a fim de que se elevem até onde há luz e santidade do Senhor.
O contato com o céu deixa a fragrância de santidade na vida dos salvos.
A vida de fé tem que corresponder às realidades vivas, apresentando frutos concretos que indiquem que em seu interior há salvação.
As atitudes praticadas anteriormente precisam ser abandonadas.
Nenhuma força conseguirá iludir a Onisciência de Deus; nenhum disfarce mudará a atitude de Jeová em relação ao pecado.
Na cidade de Nova Iorque havia uma mulher chamada Sofia, era uma simples lavadeira, não tinha muitos recursos, porém era bem conhecida no céu.
Certo dia ante o questionamento de alguém que não possuía a mesma fé, sobre seu posicionamento em relação a possuir uma consciência impura e um milhão de dólares ou a consciência pura sem o milhão, Sofia deu a seguinte resposta: “Tenho a consciência tranqüila e sou filha de um milionário. E ser filha de um milionário é melhor do que possuir um milhão na carteira; o filho de um milionário, quando precisa de alguma coisa, é só dizer: Pai preciso deste ou daquele objeto, e é atendido. A carteira pode ser furtada, mas a graça ninguém ma rouba do coração”.
Sofia pode contribuir para o crescimento do Reino de Deus de outra forma como segue abaixo seu relato:
“Certa vez conheci um crente que desejava ardentemente partir para a África evangelizar os pagãos. As Missões não queriam enviá-lo. Este crente estava cheio do Espírito Santo e transbordava de amor para com as almas perdidas, mas os dirigentes daquela missão achavam que ele era muito idoso, além disso alegavam faltar recursos.
Foi então que Deus fez o que as missões não quiseram fazer. Um dia ouvi a voz do Senhor que dizia: “Sofia, farei com que tenhas muita freguesia e ganharás bem de forma que ajudarás esse crente a ir á África. As missões recusam-se enviá-lo, mas a tua tábua de lavar roupa o enviará”.
“Até hoje a tábua de lavar roupa ainda supre as suas necessidades. Deus abençoou muito o trabalho deste crente, o qual tem sido fiel no trabalho de levar almas a Cristo. Após algum tempo, havia ali uma igreja.
Passado algum tempo o Senhor falou-me ainda acerca deste obreiro, dizendo: “O missionário da África necessita de um Harmônico, ele não tem qualquer missão que o sustente e que lho ofereça, conta somente com a tua tábua de lavar. Aumentarei o número de teus fregueses e dentro de trinta dias ganharás o suficiente para comprá-lo”. “Assim aconteceu e o Harmônico foi para a África”.
“Agora quando toco meu piano (era assim que ela se referia a sua tábua de lavar), penso que na África estão tocando o Harmônico. Quando me sinto cansada, parece-me ouvir o lindo som do instrumento e penso na alegria que isso dá aos pobres pagãos que se deleitam com as harmonias que o harmônico lhes oferece”.
Esse é um maravilhoso exemplo do que quem adentra nos domínios da fé pode realizar.
A fé é a única moeda de valor que tem recurso no Reino de Deus.
A pedagogia de Deus é a vontade que vence, é desejo que se alcança. Nela está a força transformadora de situações. Seu objetivo entra pela eternidade. Suas relações envolvem a alma, Deus e a vida.
Como está sua vida de Fé? A bíblia nos faz um questionamento:

Quando vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra? (Lucas 18:8)

Pense Nisso!
Deus te abençoe!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

É preciso começar pelo lado de dentro...

Eis uma casa. Ela foi comprada por uma boa quantia e agora os moradores precisam torná-la um lugar confortável para se viver. É uma bela casa, mas precisa de uma boa limpeza. Alguns utensílios velhos que ocupam espaço precisam ser descartados para dar lugar aos novos. A limpeza deve ter início na parte interna , para quando chegar a hora de limpar a externa a sujeira tenha sido totalmente retirada  não havendo assim  necessidade de refazer o trabalho. Uma casa só será aconchegante se seu interior estiver limpo e organizado. Você conseguiria viver em um lugar imundo, desorganizado e entupido de coisas velhas???

A bíblia relata que quando alguém recebe a Cristo como Senhor e Salvador de sua vida, o próprio Deus vem fazer morada em seu coração. “Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.” (João 14:23).

O seu corpo passa a ser templo do Espírito Santo de Deus. ” Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (1Cor 6:19). Um alto preço foi pago para que esse corpo viesse a ser habitação do DEUS VIVO . “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, (1Pe 1:18-19). Porém esse templo está sujo pelo pecado, contaminado por vícios e costumes que desagradam a Deus, além de estar impregnado por sentimentos ruins. Ele precisa ser purificado. O Espírito Santo de Deus é quem convence o homem do pecado da justiça e do juízo ( João 16:8). ELE auxilia nas fraquezas, age na consciência de forma a alertar sobre o estado em que o indivíduo se encontra, bem como também na necessidade de haver uma mudança.

Para que a casa se torne agradável o Espírito Santo a limpa e adorna. A limpeza não é imediata, ela vai sendo realizada aos poucos, porque tudo o que Deus faz é perfeito. Para que ela possa refletir a Glória de Deus seu interior precisa estar limpo. Por isso Deus, o SENHOR, faz uma petição: “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos” ( Prov 23:26). Ressentimentos, rancores, amarguras, precisam ser arrancados do coração e substituidos por outros tais como: perdão, amor e compaixão. Você é MORADA do ESPÍRITO SANTO, o templo espiritual do DEUS VIVO. E sua "casa" precisa ser purificada para que a majestade do Senhor possa se manifestar em ti e através de ti. Mas não tente purificá-la sozinho, porque não terá êxito. Tudo o que você precisa é deixar o Espírito Santo tomar seu coração, organizar e colocar tudo no seu devido lugar.

É preciso começar do lado de dentro antes que a mudança apareça do lado de fora. Isso significa passar tempo com Deus, permitir que Ele perdoe os seus ressentimentos, tire a sua dor, cure as suas lembranças e lhe permita amar assim como Ele ama. Isso é só Deus quem faz. Não tente fazê-lo sem Ele! Ele pode tornar-te uma casa agradável onde o Espírito Santo tem prazer em habitar.

Deus te abençoe!!!