quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Aprenda a ser feliz!

As pessoas estão sempre em busca da felicidade.
Mas alcança-la algumas vezes parece algo tão distante e existem tantos sentimentos interferindo.
Jesus Cristo, o autor da vida em sua trajetória na terra instruiu o homem para conquista-la, embora bem poucos tenham aprendido a lição.
A vontade de Deus é que você seja feliz, independente da situação que vivencie.
Sua felicidade não pode estar condicionada a algo, pois assim sempre dependerá de um acontecimento para ser real.
Você deve escolher ser feliz.
Como cita o livro de Augusto Cury - Treinando a emoção para ser feliz,” a vida nunca é reta, mas curva e sinuosa” e “ninguém pode acalmar as águas da emoção se não aprender a controlar a agitação dos seus pensamentos”.
Tudo o que você precisa para viver de maneira saudável, Deus colocou dentro de você. Basta que aprenda a utilizar essas ferramentas.
Você é mais forte do que pensa.
Estive lendo a obra citada e destaquei alguns tópicos que gostaria de descrever. Espero que o ajude a pensar diferente e não desistir jamais daquilo que Deus preparou para você.

Treinando a emoção para ser feliz – Augusto Cury
Você pode e deve encontrar o caminho da felicidade, as veredas da tranquilidade, o prazer do diálogo, a coragem para superar suas crises e a lucidez para resgatar o encanto pela vida.
Contarei diversas histórias para mostrar que você tem uma força incrível. Você venceu a maior corrida de todos os tempos, foi o mais corajoso da terra e, por incrível que pareça, viveu o maior romance da história.
Um dia você foi qualificado para entrar na maior corrida de todos os tempos. Eram milhões de concorrentes. Pense nesse número. Quase todos tinham o mesmo potencial para vencer e só um venceria. Você era mais um deles. Analise quais seriam as suas chances: Zero vírgula zero, zero, zero alguma coisa. Elas eram quase inexistentes. Você nunca esteve tão próximo do zero e tinha tudo para ser um derrotado. Nunca o fracasso bateu tão perto de suas portas. Porém não podia perder essa corrida, caso contrário, perderia o maior prêmio da história, a vida. Nesse caso, outra pessoa estaria sentada em sua cadeira lendo este texto; outro ser estaria ocupando seu lugar no palco da existência.
Se outro espermatozoide tivesse fecundado o óvulo, outra pessoa, e não você, teria sido formada. Você estaria banido para sempre das páginas da vida. Não teria olhos para ver o sol e nem emoção para ter amigos. Naquela época você era pequeníssimo: milhares de vezes menor que um grão de areia. Era pequeno e incompleto, mas sua capacidade de lutar pela vida era espantosa. Você partiu para o alvo.
Portanto: Não se desespere ante às crises atuais. Se você se sente inferior porque não conquistou nada de grandioso, saiba que é o mais injusto dos homens. Injusto consigo mesmo, pois você venceu o maior e mais difícil concurso da história e não o valoriza. Jamais se sinta inferior e menos capaz do que qualquer ser humano.
Se você tem dinheiro ou está falido, se é um intelectual ou um iletrado, se é uma pessoa famosa ou vive no anonimato, tudo isso é pequeno em relação ao espetáculo da vida que você conquistou.
Sabe o que você pensou na grande corrida da vida? Nada! Você ainda não pensava. Se pensasse, talvez tivesse desistido. O passo mais importante da vida foi dado na ausência das ideias. O Criador, Deus, colocou-o nesta grande corrida. E você agradeceu profundamente a oportunidade que Ele lhe deu, ainda que não tivesse consciência desse agradecimento. Agradeceu como? Correndo, nadando, movendo-se e lutando pelo direito de viver. Você lhe agradeceu não olhando para trás, não ficando inerte diante dos problemas, não reclamando dos obstáculos.
Hoje você pode ter se tornado um especialista em reclamar, mas naquela época você era um especialista em viver.
Toda vez que pensamos num obstáculo e o consideramos intransponível, ele nos paralisa. Ficamos engessados pelo medo. Pensar com lucidez é necessário, mas pensar excessivamente nas dificuldades que atravessamos trava a inteligência e rouba a esperança.
Precisamos aprender a pensar com qualidade.
Ninguém pode acalmar as águas da emoção se não aprender a controlar a agitação dos seus pensamentos.
Talvez você não saiba mais o que é ser espontâneo, livre e solto. Talvez você tenha desaprendido a ser alegre e simples e nem saiba mais fazer coisas fora de sua agenda, ainda que seja um jovem. Talvez você pense muito e sinta pouco, precise de grandes estímulos para se emocionar.
Mas você pode reverter esse quadro. Lembre-se de que, sob a observação soberana do Autor da existência, você venceu todas as barreiras que o impediam de viver. Agora é hora de aprender a navegar nas águas da emoção.
Nunca tivemos uma indústria de lazer tão grande e um homem tão triste. O mundo moderno se transformou numa fábrica de stress e ansiedade.
Nunca devemos nos esquecer de que precisamos e podemos gerenciar as ideias que nos perturbam silenciosamente. Se você não as controla, elas aprisionam sua emoção.
Nada perpetua tanto um conflito emocional quanto fazer com que os outros vivam em torno dele.
Nunca se sinta um coitado diante dos seus problemas, caso contrário, eles se tornam um monstro. Todas as doenças emocionais amam o coitadismo e florescem na alma de pessoas passivas. Lembre-se de que você venceu sua maior batalha no início da vida. Creia na vida, reacenda as chamas da esperança e se disponha a intervir no palco da sua mente.
Os que se isolam em seu mundo e não aprendem a compartilhar suas emoções deterioram sua autoestima.
Aqui faço um adendo: Converse com seu PAI por meio da oração e apresente diante de Deus suas dificuldades. Seja sincero, peça sua ajuda e ELE lhe socorrerá.
Pessoas fazem dos seus pequenos problemas obstáculos intransponíveis e pequenas reações podem gerar grandes mágoas. Quando as mágoas são profundas, surge um abismo selado pelo silêncio.
Será que você não precisa reencontrar alguém que esteja tão próximo e, ao mesmo tempo, tão distante?
Sábio não é o que nunca erra, mas o que usa seus erros para crescer. Os poetas da vida sempre transformam os mais amargos dramas nas mais belas poesias. Treine ser um desses poetas.
Precisamos aprender a linguagem da emoção e quem almeja ver dias felizes precisa aprender a chorar.
Quem deseja ser um sábio precisa reconhecer a sua debilidade. Quem quer ser um mestre precisa aprender a ser, antes de tudo, um grande aluno na escola da vida.
Ninguém consegue interromper a produção de pensamentos! Só é possível gerenciá-la.
Gerenciar os pensamentos é gerenciar a liberdade de pensar, é ser livre para pensar, mas nunca escravo dessa liberdade. É ótimo ser livre, mas não dê liberdade exagerada aos seus pensamentos, caso contrário, será vítima da ansiedade.
Estamos acostumados a detectar a poluição ambiental, mas não a poluição psicológica.
Para gerenciar com maturidade o mundo das ideias e das emoções precisamos de algumas técnicas de treinamento.
Duvidar de tudo que não promove a vida.
* Duvide da sua incapacidade de ser feliz.
* A dúvida esvazia a ditadura das derrotas, das angústias, da depressão.
Cuidado com a ditadura do medo, das ideias negativas, das doenças emocionais. Retire o medo do trono da sua mente e substitua-o pela esperança. Use a dúvida como ferramenta para fazer uma higiene no delicado palco da sua mente.
Criticar a passividade do eu.
* O eu representa a vontade consciente. Resgatar a liderança do eu é gerenciar a produção dos pensamentos. O eu precisa deixar de ser passivo, tímido e submisso diante dos pensamentos.
Determinar dar um choque de lucidez na emoção.
* A emoção é bela, mas ingênua. Não seja passivo diante das suas dores, determine o que você quer sentir. Não peça licença para ser feliz, determine ser feliz. Determine ser tranquilo, sereno, alegre. Não é possível nem desejável controlar completamente a emoção. Ela dá sentido à vida porque é uma energia incontrolável.
Mas não a deixe ser muito ingênua, dê-lhe um choque de lucidez.
* Deixe a emoção solta para que você possa amar, ser tolerante e tranquilo, mas não a deixe solta para dirigir a sua razão. A maioria dos crimes, dos conflitos sociais, das ofensas nunca resolvidas e dos traumas sociais nunca apagados foi produzida porque a emoção governou a razão. Determine não submeter sua emoção ao conteúdo dos pensamentos perturbadores.
Se tudo precisa estar bem ao nosso redor para termos um pouco de alegria, então somos escravos das circunstâncias.
Uma pessoa tem mais autoestima quando aprende a tirar o máximo de conforto de dentro dos sapatos que calça. Ela é mais feliz quando extrai muito do pouco.
Se você aprendeu a extrair muito do pouco, está preparado para ter muito. Se não aprendeu essa lição, seu muito será sempre pouco. Você será sempre vítima da ciranda da insatisfação.
A emoção deve influenciar todos os campos da razão, mas não deve escravizá-la. Quem é governado pela razão é calculista e insensível, quem é governado pela emoção é hipersensível. As duas situações adoecem a alma humana.
Alguns têm muitos motivos para ser felizes, mas os pensamentos que produzem roubam-lhes a paz. Cuidado com os pensamentos que geram autopunição, perfeccionismo e preocupações exageradas.
Seus pensamentos acalmam ou agitam as águas da sua emoção.
Da qualidade dos seus pensamentos deriva-se a qualidade de suas emoções.
Precisamos garimpar o prazer nos pequenos estímulos do ambiente que nos cerca. Tudo parece comum aos nossos olhos, embora tudo seja um mistério. Você pensa que conhece as pessoas com quem trabalha e convive, mas não conhece nem a sala de visitas de sua personalidade. A vida parece uma insolúvel rotina, mas no fundo tudo é tão novo. Até a lembrança do passado nunca é a mesma. Ao resgatar o passado acrescentamos cores e sabores do presente.
Há sempre algo novo dentro da mesmice e belo dentro da rotina. Aqueles que olham os lírios dos campos como o fez o mestre da emoção, Jesus Cristo, sempre considerarão sua beleza mais sublime do que as vestes de um grande rei.
A emoção é um campo de energia em contínuo estado de transformação. Produzimos centenas de emoções diárias. Elas se organizam, se desorganizam e se reorganizam num processo contínuo e inevitável. O ideal é que o círculo de transformação da emoção seguisse uma trajetória prazerosa, ou seja, que um sentimento de alegria se transformasse num sentimento de paz, que se transformasse numa reação de amor, que se transformasse numa experiência contemplativa. Mas, na realidade, o que ocorre na vida de cada ser humano é que a alegria se converte em ansiedade, o prazer em irritabilidade, enfim, as emoções se alternam.
A emoção é mais saudável quanto mais estável for e quanto mais perdurarem os sentimentos que alimentam o prazer e a serenidade.
A tolerância é um atributo dos fortes e não dos fracos. A tolerância produz profunda estabilidade no campo da energia emocional. Só se constrói a tolerância se primeiro se construir a capacidade de compreender as limitações dos outros. Quanto mais uma pessoa for intolerante, mais será invadida pelos comportamentos dos outros, mais instável e angustiada será. O mesmo princípio ocorre com a capacidade de perdoar. Perdoar não é sinal de fraqueza, mas de grandeza. Só os fortes perdoam, só eles conseguem ver o que está por detrás dos comportamentos dos outros. A arte do perdão protege a emoção.
Não podemos ser felizes se valorizamos mais a embalagem do que o conteúdo.
Envelhecemos emocionalmente quando plantamos menos flores e edificamos mais favelas na memória consciente e inconsciente. Não seja um poluidor de sua emoção. Jamais deixe de ser jardineiro da inteligência. Aprenda a lavrar o árido e belo solo da existência.
Treinamento para o rejuvenescimento da emoção:
*Contemple o belo nos pequenos eventos da vida.
*Irrigue o palco da mente com pensamentos agradáveis.
Treine trazer diariamente à sua memória aquilo que lhe traz esperança, serenidade e encanto pela vida. Pense em ser íntimo do Autor da vida e conhecer os mistérios da existência.
*Pense como um adulto e sinta como uma criança.
Treine pensar com lucidez, serenidade e consciência, mas tenha a simplicidade e a espontaneidade de uma criança.
Treine ser uma pessoa agradável em sua empresa ou família. Cumprimente todas as pessoas do ambiente, aperte suas mãos e sorria.
*Não sofra por antecipação.
Pense nos problemas e nas situações que ainda não aconteceram o suficiente para planejar determinadas atitudes, mas jamais gravite em torno deles.
*Proteja sua emoção nos focos de tensão.
Não faça de sua emoção uma lata de lixo social. Treine protegê-la nos focos de tensão, não permita que as ofensas, as perdas e as frustrações invadam sua emoção.
*Não seja carrasco de si mesmo.
Reconheça a sua falibilidade. Mesmo não querendo errar, você falhará muitas vezes.
Comece tudo de novo quantas vezes for necessário.
Nenhum esforço é grande demais perto do que você empreendeu para conseguir viver. Você nadou desesperadamente para ter o maior de todos os direitos, o direito de ser um ser humano único.
Os sonhos só se tornam realidade quando são irrigados pelo suor.
Não navegue mais sozinho. Não seja autossuficiente.
Treine dividir o barco de sua vida com seus íntimos. Treine penetrar no barco de alguém. Às vezes carregamos os outros, outras vezes eles nos carregam. Uma mão lava a outra.
*Vacine-se contra o individualismo.
*Aprenda a ouvir o que os outros têm para dizer e não o que você quer ouvir.
*Estimule os outros a expressar seus pensamentos.
*Analise as ideias dos participantes sem preconceitos.
*Valorize toda participação.
*A inveja, o orgulho e o ciúme são atributos dos fracos, mas crescem facilmente na alma humana. Elimine diariamente as suas raízes.
A vida é apenas uma janela para a eternidade.
Grande parte das doenças físicas é desencadeada ou descompensada por fatores emocionais. Faça um favor ao seu corpo, ande pelas veredas da felicidade.
Ninguém pode brilhar em qualquer área da vida se não aprender a percorrer com coragem todas as distâncias necessárias.
Não deixe as palavras desistir e recuar fazer parte do seu dicionário.
Você não deve fazer de necessidades não atendidas, um
canteiro de infelicidade.
Como ser feliz se cuidamos da torneira que vaza, mas não da serenidade que se dissipa?
Como ser feliz se cuidamos da sujeira acumulada nos escritórios e em nossas casas, mas não procuramos remover o lixo que se deposita em nossa memória?
É fundamental investir nossas vidas naquilo que o dinheiro não compra e o status não propicia.
A felicidade não se deixa vender por dinheiro, não se permite seduzir pela fama e nem aceita ser subjugada pelo poder. Se quisermos encontrá-la, precisamos procurá-la nos recônditos anônimos do espírito humano, nas avenidas ocultas da emoção.
Quantas vezes você faz uma pausa e reflete sobre sua vida? Quantas vezes você consegue desfazer seus compromissos e acha espaço para refletir sobre os pilares de sua existência?
Treine gastar tempo com aquilo que lhe traz paz.
Gastamos muito tempo atualmente reclamando e nos punindo. Um vencedor não reclama das circunstâncias, cria as oportunidades.
O mundo todo pode ir contra você, mas não se meça pelo que os outros pensam. Nem muito menos se avalie pelo número dos seus problemas, erros, fracassos, lágrimas ou perdas.
Os fatos e eventos do mundo, sob os olhos do Criador, contribuíram para que você conquistasse o pódio da vida.
Pense: Deus me deu o direito de participar da grande corrida da vida. Agarrei todas a oportunidades e venci. Jamais desistirei da vida.
A felicidade se cultiva no solo dos homens que amam a vida e que aprenderam a despojar-se de tudo que os desumaniza.
Não espere dias melhores, transforme seus dias ruins. Nunca se esqueça de que suas chances de estar vivo eram próximas de zero, mas você venceu.
A vida é a obra prima do Autor da existência. Exerça o direito de vivê-la da maneira mais bela e feliz.
Jesus soube transitar pelo caos social, pelas dores, pelas rejeições, pelas necessidades, com uma sabedoria fascinante.
O carpinteiro da vida, com suas mãos, entalhava madeira e, com suas palavras, lapidava a emoção humana.
Aliviou a dor de todos que passaram pelo seu caminho, à exceção de si mesmo. A grandeza deste mestre não estava no seu poder, mas na desnecessidade de usá-lo em proveito próprio.
ELE nunca impunha as suas ideias, apenas as expunha. Naqueles ares ouvia-se um convite eloquente: aprendei de mim... , vinde a mim... . Se alguém quisesse segui-lo tinha de aceitar seu convite e amá-lo espontaneamente.
Somente alguém tão grande e consciente do seu valor é capaz de dar o direito às pessoas de amá-lo ou rejeitá-lo. O mestre da emoção viveu e ensinou as lições mais sublimes da liberdade.
O mestre da vida sabia proteger sua emoção, pois nunca reagia antes de pensar. Produzia respostas brilhantes em situações caóticas. Em ambientes em que corria risco de morrer e só era possível reagir com desespero, ele reagia com a mais alta tranquilidade. Medo não fazia parte do dicionário da sua vida.
A vida não lhe trouxe regalias, mas sabia fazer muito do pouco. Ninguém o ouvia reclamar de qualquer coisa.
Nós esperamos retorno das pessoas, por isso sofremos. Os mais íntimos são os que mais nos decepcionam, pois não correspondem às nossas expectativas. Ele, ao contrário, era livre.
Sabia se doar sem esperar a contrapartida do retorno. Por isso, não conseguia se frustrar nem banir as pessoas de sua vida. Sua emoção era tão feliz que foi o único homem na história a convidar as pessoas a beber da sua própria felicidade.
O mestre da vida falou dos seus sentimentos aos seus amigos e fez longas orações ao seu Pai.
Declarou sua angústia aos homens e a Deus.
Há duas maneiras de se fazer uma fogueira: com sementes e com madeira seca. Qual você prefere? Faço essa pergunta a muitas pessoas, elas optam pela madeira. Mas digo-lhe: plante as sementes e você terá uma floresta e nunca irá lhe faltar madeira para se aquecer. O mestre da emoção nunca preferia a madeira seca, Ele optava pelas sementes.
Não exija das pessoas o que elas não podem dar.
As sementes plantadas no inconsciente só frutificam depois de anos ou décadas.
Somos imediatistas, mas o mestre da emoção era longânimo.
Os mais belos frutos estão escondidos nas sementes sem nenhuma formosura. Nunca duvide das sementes. Não se perturbe com sua aparente derrota na sua empresa, família, escola. Um dia as sementes que você plantou trarão a sua vitória. O mestre da vida, antes de sua morte, semeou a coragem no território do medo, sensibilidade no solo da intolerância, mansidão no solo da ansiedade e amor no solo da discriminação.
Você conhece alguém que não passa por problemas? Eu não conheço. Para alguns falta o pão na mesa; para outros, a alegria na alma. Uns são miseráveis porque lutam desesperadamente para sobreviver, o salário é baixo e não dá para pagar todas as contas no final do mês. Outros são ricos e abastados, mas mendigam o pão da tranquilidade e da felicidade. Todo ser humano passa por turbulências em sua vida.
Jesus advertiu: Não andeis ansiosos pela vossa vida, pois queria que seus discípulos gerenciassem seus pensamentos e
não expandissem seus problemas por viver em função dos pensamentos antecipatórios.
A vida nunca é uma reta, mas é curva e sinuosa.
Alguns refinam sua inteligência com alguns tropeços e outros realçam a maturidade diante dos sofrimentos e perdas. Mas esses são a minoria. A maioria adquire sequelas diante dos problemas existenciais. Tornam-se pessoas mais tristes, mais tensas e amargas com os acidentes da vida. O mestre da emoção queria mostrar que não deveríamos agir ingenuamente no deserto da existência. Deveríamos aproveitar cada oportunidade para crescer. Deveríamos nos manter em Sua presença e usar cada erro, cada perda, cada fracasso para nos enriquecermos. Ouvia-se a sua voz no deserto: Aprendei de mim, pois sou manso e humilde de coração. Ele queria mudar a natureza humana com a sua própria vida.
Ao discorrer para seus discípulos que não fossem ansiosos e não gravitassem em torno dos problemas futuros, ele os treinava a gerenciar seus pensamentos para deixar de ser escravos das suas preocupações. Ao discorrer sobre os lírios dos campos e convidá-los a beber de sua felicidade, eles os estimulava a tomar posse de uma vida feliz, contemplativa e serena. Precisamos descomplicar nossas vidas e não ser escravos de nossas preocupações.
Não tenha medo quando for incompreendido e quando as respostas não surgirem. Talvez uma das causas de sua angústia seja que você queira se aquecer com o calor imediato da madeira seca. Prefira as sementes, mesmo que os resultados não sejam rápidos.
Duvide de que você não tenha mais capacidade para caminhar. Mas quando suas energias se esgotarem, lembre-se de que o mestre da emoção disse que alguém saíra desesperadamente no deserto à nossa procura. Deixe-se achar.
Por mais que fracasse, você não é uma pessoa programada para ser derrotada, mas para ser feliz.
Jesus veio ao mundo como o pastor que deixa as 99 ovelhas para resgatar a que estava perdida.
Assombrado com tanta generosidade, o ser humano se culpa e diz: Como você, que é tão grande, o mais famoso dos homens, pode se preocupar comigo? Não é possível! Eu sou mais um entre tantas pessoas! .
O mestre olhou para seu coração e o amou ainda mais. Disse-lhe: O mundo pode não se preocupar com você, mas saiba que eu deixei tudo para procurá-lo, deixei meu conforto, meu descanso, por sua causa.
Então, o homem combalido diz-lhe: Mas eu sou cheio de erros, machuquei tantas pessoas, feri inocentes, nunca aprendi a me doar, desejava que todos gravitassem em torno das minhas verdades. Além disso, o desprezava. Algumas vezes ouvia de longe a sua voz bradada do alto do penhasco e achava que você era mais um louco perdido neste imenso deserto. Definitivamente eu não sou digno de sua preocupação. Acho que você errou o endereço, encontrou a pessoa errada, deixe-me continuar sedento e infiltrado nesta bolha de solidão. O mestre disse-lhe: Não errei o endereço. Sei o seu nome, conheço suas falhas e dificuldades. Não vim por causa dos seus erros, mas por causa da sua vida. Deixe-me carregá-lo sobre os meus ombros.
O homem cheio de culpa e espantado com tanto amor responde: Vá em frente que eu tentarei acompanhá-lo.
O mestre, condoído, lhe diz: Você não é um peso para mim e está muito fatigado. Carregá-lo não é um fardo, mas um prazer. Tudo o que passei neste imenso deserto não se compara à alegria de encontrá-lo. Você é a única razão de eu estar neste árido lugar.
O mestre da sensibilidade embora fosse famosíssimo, transformou os descartados de sua sociedade em seus mais íntimos amigos.
Ensinou-os a enxergar com os olhos do coração. Treinou-os a dar um valor inigualável à vida, mesmo que exteriormente não houvesse qualquer parâmetro para o belo.
Somos cada vez mais um número de identidade, uma conta bancária, um título acadêmico, um consumidor em potencial e não um ser humano ímpar, inigualável.
Mas CRISTO não descansará enquanto não encontrá-lo. Por quê? Porque para ele você não é mais um número, nem mais um discípulo ou mais um adepto das suas ideias.
Ele o vê como um ser único, independente de sua história e dos seus defeitos.
Somente um amor tão grande e incondicional pode explicar por que uma pessoa inteligentíssima como Jesus Cristo se deixou matar de maneira tão aviltante.
Ele quis dizer também que não lida com estatística, não se importa com número, Ele se importa com a vida particular de cada ser humano.
Ele os encontrará e não imporá suas ideias, mas os convidará para descansar nos seus ombros.
Lições básicas do treinamento do mestre da emoção.
Treine enxergar o mundo dos outros com os olhos deles e não apenas com seus próprios olhos.
* Não coloque as pessoas dentro do seu mundo, coloque-se dentro do mundo delas. Enxergue as suas dificuldades na perspectiva delas.
* Treine-se a ouvir o que as palavras não dizem e a enxergar o que as imagens não revelam.
* Compreenda as causas e não a reação exterior. Entenda o que está por detrás de cada comportamento.
Aprenda a enxergar as suas próprias limitações.
* Tenha coragem para analisar suas deficiências e admitir suas limitações.
* Quem se posiciona como semi-deus será sempre exclusivista: rápido para julgar e tardio para respeitar.
Valorize o espetáculo da vida.
* Você nunca será paciente com os outros se for um carrasco de si mesmo e viver esmagado por sentimento de culpa.
* Treine valorizar cada ser humano solenemente, independente do seu passado e da sua condição social. Dê mais honra aos que se sentem pequenos, torne-os grandes para você.
* O mestre da emoção considerou a vida de cada um de nós como a coisa mais importante do universo, independente dos nossos erros, fracassos e dificuldades. Jamais se auto abandone.
Veja na arte do perdão um atributo dos fortes.
* Não durma com seus inimigos, não permita que eles afugentem seu sono e ocupem seus pensamentos.
Perdoe-os, pois assim, eles deixam de ser inimigos. Manifestando tolerância, você os estará estimulando a repensar as rotas de suas histórias.
Fale a linguagem da emoção.
* Não se esconda atrás dos seus diplomas, status ou poder socioeconômico.
* Não viva numa bolha de solidão. Haverá momentos em que você não poderá estar só.
Aprenda a falar dos seus sentimentos. Não tenha vergonha dos seus conflitos. Lembre-se de que o mestre da emoção não se escondeu atrás do seu poder.
* Treine ser acessível com as pessoas. Desça ao nível delas e crie um clima em que elas possam falar das feridas de sua alma, de suas dores silenciosas.
* O mestre da emoção conseguia falar no coração dos fracos e dos fortes, dos grandes e dos pequenos. A linguagem do amor era música em seus lábios. Pagou um preço caríssimo por amar incondicionalmente o ser humano. Ele expressava ser feliz em terra de infelizes.
Tenha coragem, você pode atravessar o deserto da vida.
* Todos passamos por dificuldades. Algumas são imprevisíveis e inevitáveis.
O mestre da emoção demonstrava que há sempre um oásis no árido solo da existência humana. Procure-o. Ele pode estar mais perto do que você imagina.
ELE convidava os homens a aprender como navegar nas águas da emoção e a beber de sua felicidade e tranquilidade. O convite partia dele, a decisão de aceitá-lo é sua.
Não seja escravo dos seus fracassos, das suas tentativas mal sucedidas de mudar seu estilo de vida, do seu perfeccionismo, das suas preocupações e muito menos dos pensamentos antecipatórios. Equipe-se intelectualmente para ser profissionalmente eficiente, mas não gravite jamais em torno do que os outros pensam e falam de você. Não viva para trabalhar, trabalhe para viver. Não critique excessivamente o mundo à sua volta. Toda reclamação, crítica excessiva e negativismo são registrados automaticamente em sua memória, expandindo zonas doentias em seu inconsciente. Cuide do que você arquiva que estará cuidando da sua emoção. Eleja prioridades na sua vida, caso contrário, fará muito para os outros, mas não saberá cuidar da sua saúde emocional.
Treine trabalhar com prazer. Conquiste as pessoas difíceis, autoritárias, complicadas, transforme-as em seus amigos. Observe se os defeitos que vê nos outros também não estão em você. Não espere que os outros mudem com você, mude você com eles. Transforme o trabalho tenso e aborrecido em um recanto de prazer. Não espere que a situação mude, mude a situação.
Quando as lágrimas que você nunca teve coragem de chorar escorrerem silenciosamente em sua face e você sentir que não tem mais forças para continuar sua jornada, não se desespere!
Pare! Faça uma pausa na sua vida! Tenha coragem de ser um pequeno aprendiz. Retome alguns caminhos, abra novos atalhos e aprenda a mais básica e legítima lição do treinamento da emoção: recomeçar tudo de novo tantas vezes quantas forem necessárias.
Nunca seja passivo em qualquer situação que estiver. Ambicione ser feliz! Sonhe em ser feliz, persista em ser feliz. Almeje ter uma vida tranquila.
Que você nunca desista dos outros! Que lhes dê todas as chances necessárias. Que possa ajudá-los a corrigir as rotas de suas vidas, mas, se eles tiverem dificuldades para caminhar, não os condene, carregue-os em seus ombros por algum momento. Se eles não quiserem ser ajudados, aprenda a controlar a sua ansiedade e poupar energia; respeite-os e espere até que eles peçam ajuda.
Que você fique fascinado em descobrir que, segundo o pensamento do mestre da emoção, para o Autor da vida, Deus, você é um ser insubstituível, ímpar, exclusivo.
Que vocês sejam grandes e inseparáveis amigos. Que entre vocês haja um memorial eterno, um relacionamento infindável escrito com lágrimas comoventes e alegrias exuberantes. Que
você nunca se sinta mais um número na multidão. Que tenha plena convicção de que ninguém é maior ou menor do que você nesta terra. Que jamais duvide de que, embora tenha diversos defeitos, dificuldades e momentos de insegurança, o universo não seria o mesmo sem você.
Meu desejo é que você honre solenemente o espetáculo da vida e que seus dias sejam felizes mesmo diante de todos os seus desertos...


Deus abençoe sua vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário